Porto Velho (RO) sexta-feira, 7 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Kodak registra nono prejuízo em dez trimestres, com perda de US$ 151 milhões entre janeiro e março


Agência O Globo SÃO PAULO - A fabricante norte-americana de câmeras fotográficas Kodak anunciou prejuízo de US$ 151 milhões no primeiro trimestre do ano. Apesar de ter fechado no vermelho pela nona vez em dez trimestres, a empresa reduziu praticamente pela metade o nível de perda em relação ao início de 2006, quando o prejuízo foi de US$ 298 milhões.No primeiro trimestre do ano passado, a companhia registrou pesados gastos com um amplo programa de reorientação de seus negócios, para entrar de vez no mercado de fotografia digital.As vendas da empresa caíram 8% entre os primeiros trimestres de 2006 e deste ano, indo de US$ 2,89 bilhões para US$ 2,12 bilhões. Mesmo em sua divisão de equipamentos digitais, houve retração nas vendas. O faturamento dessa área caiu 3% no período, para US$ 1,2 bilhão, enquanto o ganho com operações tradicionais, como filmes, papel fotográficos e outros produtos despencou 13%, para US$ 896 milhões.Na semana passada, a Kodak fechou oficialmente a venda de sua divisão de equipamentos de imagem para uso médico para a empresa canadense de investimentos Onex. O valor do negócio foi fechado em US$ 2,35 bilhões, US$ 1,15 bilhão dos quais a Kodak já utilizou para saldar dívidas. O restante deverá ser canalizado para o desenvolvimento da divisão de produtos digitais. Em fevereiro deste ano, a empresa anunciou que iria reduzir 3.000 vagas a mais do que o inicialmente planejado em seu programa de reestruturação. Dessa forma, serão, no total, entre 28 mil e 30 mil demitidos desde 2004. A empresa, ao fim do período de cortes, terá menos de 30 mil funcionários - menos da metade de há três anos. O pico da Kodak em termos de empregos gerados se deu em 1988, quando a companhia tinha 145,3 mil funcionários. (Valor Online)

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões