Porto Velho (RO) quinta-feira, 9 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Índice de Preços ao Produtor sobe em novembro


Vinícius Lisboa
Agência Brasil

Rio de Janeiro – O Índice de Preços ao Produtor terminou o mês de novembro com variação de 0,62%, invertendo o ritmo de queda registrado de setembro para outubro, quando houve recuo de 0,45%. O indicador foi divulgado hoje (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e mede a variação dos preços de produtos da indústria de transformação na porta das fábricas, sem custos de frete e impostos.

Em novembro, o IPP teve variação positiva em 16 das 23 atividades pesquisadas, enquanto em outubro, apenas nove haviam apresentado aumento de preços. As maiores altas foram registradas no setor de fumo (5,10%), outros equipamentos de transporte (3,08%) e calçados e artigos de couro (2,78%). Apesar disso, a maior influência veio da indústria alimentícia, que subiu 1,22% e pesou com 0,25 ponto percentual no resultado.

Os produtos que mais contribuíram para o aumento dos preços na indústria de alimentos foram o açúcar cristal, os resíduos de extração de soja e os sucos concentrados de laranja.

O resultado de novembro elevou o acumulado do índice em 12 meses para 5,47%. Em outubro, a mesma soma estava em 5,09%. Já em 2013, a inflação medida pelo IPP acumula alta de 5,04%.

Tanto no acumulado de 12 meses quanto no do ano corrente, o fumo foi a atividade com maior variação, de 14,63% no primeiro caso e 12,94% no segundo.

A taxa de novembro foi a quarta maior registrada no ano, perdendo para os meses em que houve as maiores desvalorizações do real frente ao dólar: agosto, que teve IPP de 1,43%; junho, que fechou em 1,32%; e julho, em 1,21%.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões