Sexta-feira, 1 de março de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Impostos de medicamentos sobem mais do que o PIB e a inflação


Os impostos dos medicamentos subiram mais do que o PIB e a inflação dos últimos anos e o setor volta a pressionar por tributo zero. O estudo que será divulgado nesta segunda-feira mostra que a carga tributária média dos remédios no país chega a 33,9%.

Quem paga a conta é sempre o consumidor, já que o repasse é feito diretamente ao preço final. Uma das autoras do estudo, a economista Cristina Amorim, destaca que o ICMS é o imposto que mais onera os medicamentos.

O
Paraná fez um teste com a redução de tributos nos remédios, o impacto nos cofres não foi negativo porque as vendas aumentaram. O vice-presidente executivo do Sindusfarma, Nelson Mussolini, destaca que, nos últimos anos, a fúria arrecadatória do governo só aumentou.

O vice-presidente executivo do Sindicato da Indústria Farmacêutica, Nelson Mussolini, defende que o setor tenha um tratamento diferenciado. O senador Paulo Bauer, do PSDB de Santa Catarina, propõe zerar os impostos em medicamentos.

De acordo com o senador, a proposta será aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça da casa. Mas alguns parlamentares temem que, em plenário, a pressão dos governadores pese mais sobre o voto dos parlamentares.

Fonte: rádio Jovem Pan

 

Gente de OpiniãoSexta-feira, 1 de março de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Sexta-feira, 1 de março de 2024 | Porto Velho (RO)