Porto Velho (RO) domingo, 19 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Governo e setor financeiro sofrerão maiores alterações no cálculo do novo PIB


Agência O GloboRIO - As atividades do governo e do setor financeiro sofrerão as maiores mudanças no cálculo da nova série do PIB, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O consumo do governo, que antes contabilizava apenas o consumo intermediário (gastos de custeio) e as remunerações dos funcionários públicos, passa a contar com o consumo de capital fixo do setor, como prédios, máquinas e computadores.Dessa forma, o valor total da produção do governo ficará maior em valores correntes, de acordo com o coordenador de Contas Nacionais do IBGE, Roberto Olinto. A atualização da produção do governo, anteriormente feita com base no crescimento demográfico, passará a ser feita comparando os dados dos valores de um ano com os do ano anterior. Segundo Olinto, a metodologia anterior era criticada por amortecer o crescimento no setor de serviços, pois o crescimento populacional vem desacelerando.Outra modificação diz respeito aos serviços financeiros. Pela primeira vez, o segmento vai incorporar os fundos de investimentos financeiros, por meio de dados fornecidos pelo Banco Central. O IBGE também passará a calcular os serviços financeiros e de intermediação financeira de outra forma, utilizando dados como as tarifas bancárias e os ativos e passivos bancários. Antes, os serviços financeiros e de intermediação eram atualizados com base no crescimento médio do valor agregado geral da economia.O coordenador do IBGE não informou qual será o impacto de tais modificações metodológicas sobre o resultado do novo PIB de 2006, a ser divulgado no dia 28 deste mês. O PIB do ano passado, segundo a metodologia antiga do IBGE, cresceu 2,9%. A nova série histórica do PIB, de 2000 a 2005, será divulgada no dia 21 de março. Para o período anterior a 2000, o IBGE criou novas tabelas a partir de 1995.(Ana Paula Grabois | Valor Online)

Mais Sobre Economia - Nacional

Pagamento dos servidores estaduais é antecipado e injetará R$ 185 milhões na economia de Rondônia

Pagamento dos servidores estaduais é antecipado e injetará R$ 185 milhões na economia de Rondônia

O pagamento dos servidores estaduais programado para o próximo dia 28 será antecipado para este sábado (18). Segundo a Secretaria de Finanças (Sefin),

Inflação do aluguel avança e atinge 0,67% na segunda prévia de agosto

Inflação do aluguel avança e atinge 0,67% na segunda prévia de agosto

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado para reajustar aluguéis, avançou 0,14 ponto percentual na segunda prévia de agosto e fechou em 0,67%.

Caos gerencial de Temer: socorro financeiro é o dobro dos investimentos

Caos gerencial de Temer: socorro financeiro é o dobro dos investimentos

o socorro financeiro do governo federal ao pagamento de dívidas de estados e municípios com a União vai gerar um impacto de R$ 90,3 bilhões nas contas

Dia dos pais tem 2º ano de crescimento das vendas

Dia dos pais tem 2º ano de crescimento das vendas

A EXPECTATIVA PARA AS VENDAS DE RONDÔNIA SÃO MELHROES QUE A MÉDIA NACIONALA Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo-CNC estima q