Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

GM: país tem de crescer 5% ao ano para não afugentar capital


Plínio Teodoro - Agência O GloboSÃO PAULO - O presidente da General Motors do Brasil (GMB), Ray Young, afirmou nesta segunda-feira que o próximo governo deve implementar políticas de crescimento sustentável que faça o país crescer ao menos 5% ao ano para não afugentar investidores e deu prazo até 2007 para que a expectativa se concretize.- O próximo governo precisa implementar políticas para o país crescer ao menos 5% ao ano. Não há alternativas. Se o Brasil não crescer 5% acho que vamos perder investimentos, porque os investidores estrangeiros têm paciência, mas temos paciência até um período, até um ano. Nós temos uma expectativa que até 2007 o Brasil vai focalizar o crescimento sustentável- disse Young.O executivo criticou o crescimento "pífio" do Produto Interno Bruto (PIB), de 0,5% no último trimestre, anunciado na última semana. Ele disse que o índice pode afetar a previsão de crescimento da indústria automotiva no mercado interno em 2006, projetado em 7% pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).Apesar da indústria ter registrado aumento de cerca de 10% no número de automóveis comercializados no país até o mês de agosto, o executivo acredita que a confiança dos consumidores foi abalada com o anúncio e afirmou que as vendas do setor podem crescer abaixo da expectativa de comercialização de 1,84 milhões de automóveis neste ano, caso o PIB não atinja o índice projetado em 3,5%.- Se o país crescer menos, a indústria pode crescer menos de 7%. O anúncio do PIB causou um efeito psicológico e a confiança dos consumidores foi abalada- disse Young, em entrevista, após ministrar palestra no simpósio Tendências na Indústria Automobilística, realizado pela Sociedade de Engenheiros de Mobilidade (SAE Brasil), em São Paulo.

Mais Sobre Economia - Nacional

Publicada lei que altera juros de fundos constitucionais

A lei que altera o cálculo dos juros dos fundos constitucionais de financiamento foi publicada na edição de hoje (20) do Diário Oficial da União.

CNI: confiança do empresário industrial tem maior queda desde 2010

Índice caiu 5,9 pontos em junho frente a maio

Copom inicia hoje reunião para definir taxa Selic

Para instituições financeiras consultadas pelo BC, a Selic deve ser mantida no atual patamar – 6,5% ao ano até o final de 2018

Salmão e filé mignon recebem benefícios fiscais

Salmão e filé mignon recebem benefícios fiscais

O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, afirma, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, que a estritura tributárias do país sofre com muita