Porto Velho (RO) quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Gasolina mais cara: Petrobras reajusta em 2,8% nas refinarias


Gasolina mais cara: Petrobras reajusta em 2,8% nas refinarias - Gente de Opinião

A Petrobras reajustou hoje (19), no Rio de Janeiro, o preço da gasolina em 2,8% em suas refinarias. O último aumento do combustível ocorreu em 29 de setembro. Também houve reajuste de 1,2% no preço do óleo diesel.
O aumento foi no combustível vendido nas refinarias para os distribuidores, ou seja, os postos de gasolina. O valor final que o motorista pagará para abastecer seu carro dependerá de cada posto.
Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina cobrado nos postos era de R$ 4,407 por litro, na última semana.O valor teve majorações consecutivas nas últimas três semanas e acumula uma alta de 0,66% no período.

Mais Sobre Economia - Nacional

Responsabilidade na governança corporativa - Além das aparências

Responsabilidade na governança corporativa - Além das aparências

A responsabilidade na governança corporativa é um dos princípios indispensáveis em uma organização. Segundo definição na íntegra do IBGC (Instituto Br

Banco Central reduz juros básicos para 4,25% ao ano, o menor nível da história

Banco Central reduz juros básicos para 4,25% ao ano, o menor nível da história

Pela quinta vez seguida, o Banco Central (BC) diminuiu os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a

BREXIT (finalmente) aprovado + Reforma tributária é a prioridade do Congresso

BREXIT (finalmente) aprovado + Reforma tributária é a prioridade do Congresso

BREXIT (finalmente) aprovadoApós três anos e meio de intensas e conturbadas negociações, finalmente a retirada do Reino Unido (RU) da União Europeia (

Reflexos do conflito EUA x Irã + Micro empreendedorismo  é a saída para o Brasil

Reflexos do conflito EUA x Irã + Micro empreendedorismo é a saída para o Brasil

Reflexos do conflito EUA x IrãAo ordenar intempestivamente o assassinato do general Qassem Soleimani, supremo comandante da guarda revolucionária iran