Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Garibaldi acha difícil reverter déficit da Previdência



Daniel Lima
Agência Brasil

Brasília - O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, disse hoje (5) que acha difícil reverter o déficit do setor este ano, embora tenha esperança de que as receitas do último trimestre possam mudar o cenário.

“Não acho fácil reverter [o déficit], não. Mas acreditamos sempre, que neste último trimestre, você sabe, que tem um ganho bom em termos de Receita. Não é só o problema de contensão de despesa”, disse Garibaldi, ao deixar o Ministério da Fazenda onde se reuniu com o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, para tratar de assunto de seu estado, Rio Grande do Norte.

De acordo com o último resultado, no período de janeiro a setembro de 2013, o déficit da Previdência estava em R$ 47,6 bilhões. “A gente confia muito que o final do ano permita um volume maior de receita para compensar isso”, disse.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões