Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Focus: analistas preveem que Selic feche o ano em 11%


 Kelly Oliveira
Agência Brasil

Brasília - Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) esperam que a taxa básica de juros, a Selic, seja reduzida em 0,5 ponto percentual e chegue a 11% ao ano, esta semana. Essa expectativa é mantida há 11 semanas, segundo o boletim Focus, publicação feita pelo BC com base em projeções dos analistas para os principais indicadores financeiros. Para o final de 2012, a expectativa para a taxa básica segue em 10% ao ano, há duas semanas.

A última reunião do ano do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, que define a Selic, está marcada para amanhã e a próxima quarta-feira (30). O comitê eleva a Selic quando considera que a economia está muito aquecida, com trajetória de inflação em alta. Por outro lado, a taxa básica é reduzida quando o objetivo é estimular a atividade econômica.

Neste ano, depois de subir 1,75 ponto percentual na taxa até julho, o BC mudou a estratégia em agosto, quando começou a reduzir a taxa, devido aos desdobramentos da crise da dívida na Europa e às dificuldades de recuperação dos Estados Unidos. Assim, apesar da inflação ainda em alta, o Copom acredita que o desaquecimento da economia global gera efeitos no Brasil, como a redução das pressões inflacionárias. Em agosto e em outubro, as reduções na taxa Selic foram de 0,5 ponto percentual em cada reunião.

A meta de inflação para 2011 e para o próximo ano é 4,5%, com margem de dois pontos percentuais para mais ou para menos, ou seja, o limite inferior é 2,5% e o superior, 6,5%. Diferentemente das estimativas de setembro, por exemplo, os analistas não esperam mais que a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ultrapasse o teto da meta este ano. Mas a expectativa é que o IPCA encerre 2011 próximo do limite superior, em 6,49%, ante 6,48% previstos no boletim Focus da semana passada. Para 2012, a expectativa é que a inflação caia para 5,56%, ante 5,55% previstos anteriormente.

A estimativa para o crescimento da economia (Produto Interno Bruto - PIB) este ano caiu de 3,16% para 3,1%. Para 2012, a projeção passou de 3,5% para 3,46%.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões