Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

FHC reconhece que Brasil está em situação melhor que outros países para sair da crise



Isabela Vieira
Agência Brasil

Rio de Janeiro - O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso reconheceu hoje (15) que o Brasil tem uma boa situação diante da crise financeira internacional e pode sair dessa turbulência melhor que outros países.

"O Brasil tem uma situação melhor e a crise não foi aqui. O epicentro foi lá nos Estados Unidos. Depois se espalhou pela Europa e tudo mais", disse FHC à imprensa, durante o Fórum Econômico Mundial da América Latina, no Rio de Janeiro.

"Sofremos com a queda das exportações e do fluxo de finanças, mas temos um mercado interno grande e reservas, o que são coisas positivas. O problema aqui depende da atuação do governo na parte fiscal", disse.

Para sair da crise, FHC defendeu mudanças "no coração do sistema", normalização do crédito e aumento dos investimentos. No Brasil, especificamente, ele disse que acredita ser necessário aumentar a eficiência dos gastos públicos.

Isso seria possível, segundo ele, com mais concursos públicos, por exemplo. "Mais gente com formação e menos nomeação política. Mais cobrança e mais avaliação dos programas. Tudo fácil de dizer, mas dificíl de fazer", pontuou.

Em relação ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o ex-presidente disse que os investimentos anunciados equivalem a 1% do Produto Interno Bruto (PIB) - a soma das riquezas produzidas no país - e são insuficentes.

Embora tenha concordado em que o programa Minha Casa, Minha Vida, anunciado recentemente, deva gerar empregos com a contrução de 1 milhão de casas, FHC disse que não é possível saber se terá eficiência.

"Aqui no Brasil, logo no começo, se faz propaganda como se tivesse sido feito. Não posso julgar o que não aconteceu. De boas intenções, não sei se é o inferno ou o céu que está cheio", concluiu.

 

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)