Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Feriados nacionais e estaduais podem gerar prejuízos de R$ 42,2 bilhões à indústria nacional, este ano


Alana Gandra
Agência Brasil

Rio de Janeiro - Os feriados deste ano vão causar um prejuízo à indústria nacional da ordem de R$ 42,2 bilhões. É o que mostra estudo divulgado hoje (18) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). O gerente de Estudos Econômicos da entidade, Guilherme Mercês, disse à Agência Brasil que apesar de elevado, o valor é quase 20% menor que o apurado no ano passado. “Isso dá ideia do tamanho do prejuízo que os feriados podem causar à atividade produtiva”.

O economista ressaltou que dos 12 feriados nacionais oficiais, oito ocorrerão em dias de semana. Serão dois a menos que em 2012. Em relação aos feriados estaduais, dos 39 previstos, 24 cairão em dias úteis.

Em termos absolutos, os principais estados industrializados deverão sofrer as maiores perdas, liderados por São Paulo, onde os números estimados alcançam R$ 14,8 bilhões. Seguem-se Rio de Janeiro, com R$ 5,2 bilhões, Minas Gerais ( R$ 4,2 bilhões), Rio Grande do Sul (R$ 3,02 bilhões).

Guilherme Mercês observou que, em termos relativos, “faz significativa diferença a quantidade de feriados estaduais, principalmente incidindo em dias de semana”. Nesse caso, as principais perdas são esperadas para os estados do Acre, Rio de Janeiro, de Alagoas e Rondônia que terão este ano dois feriados estaduais em dias úteis. O estudo da Firjan estima que o prejuízo para esses estados pode atingir 4% do Produto Interno Bruto (PIB) industrial.

A grande discussão econômica hoje, frisou o economista, gira em torno dos custos de produção. “E a questão dos feriados se encaixa nesse contexto”. Para diminuir as perdas que os feriados deverão provocar à indústria brasileira, a entidade sugere que os que caem em dias úteis possam ser deslocados para perto dos fins de semana, como a segunda-feira anterior ou a sexta-feira seguinte ao feriado. Segundo Mercês, isso evitaria perdas adicionais por causa dos pontos facultativos, os chamados "enforcamentos”.

Apenas seis estados (Minas Gerais, Santa Catarina, Pernambuco, Maranhão, Tocantins e Roraima) não terão feriado estadual em dia de semana. Nesses estados, os prejuízos causados pelos oito feriados nacionais em dias úteis poderão atingir 3,2% do PIB industrial.
 

Gente de OpiniãoSábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)