Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Feira de Indústria e Comércio reúne grande público e fortalece o setor em Cacoal


Cacoal deu início na quinta-feira (13) à 4ª edição da Feira de Indústria e Comércio de Cacoal (FICC 2016), que reúne mais de 60 empresas expositoras sob a organização da Associação Comercial e Industrial do município (Acic), em parceria com a Associação Industrial do Vestuário de Rondônia (Assinvest). Como em todas as outras edições, novamente o governo de Rondônia é parceiro do evento, que tem como objetivo valorizar e incentivar o desenvolvimento econômico do estado.

Gente de Opinião

Na abertura, o governador Confúcio destacou
o potencial industrial e comercial de Cacoal

Na 4ª edição, por meio da Superintendência de Desenvolvimento (Suder), o governo disponibilizou R$ 220 mil. Outros R$ 100 mil foram alocados através de emenda parlamentar da deputada estadual Glaucione Rodrigues.

“Hoje estou perante vocês representando a classe empresarial. Queremos agradecer a todos que nos apoiaram na realização desta edição da FICC, que não deixaria de ser apenas um sonho, sem o apoio de todos”, ressaltou a presidente da Acic, Daniela Bianchini.

Ainda em seu discurso na abertura da feira, Daniela fez um agradecimento especial à classe empresarial e ao governador Confúcio Moura. “A sua presença mostra a confiança que o governo de Rondônia tem em relação ao município de Cacoal”, afirmou.

“Ao vir à esta feira, apenas comprovei a força de Cacoal no setor de indústria e comércio. Cacoal já é uma grande referência para o estado na agricultura, é um polo universitário e de saúde, e o governo está aqui para celebrar as potencialidades de Cacoal”, destacou o governador.

A FICC 2016 tem como expectativa movimentar algo em torno de 4 R$ milhões em negócios, nos três dias. Além de oportunizar às empresas expor seus produtos, conquistando novos clientes, a possibilidade de prospectar novos negócios é um grande diferencial e atrativo.

“Esta feira movimenta a economia não só em Cacoal, mas em todo o estado, e é por isso que o governo de Rondônia está aqui e é parceiro da FICC, pois a feira é uma representação da força dos setores industrial e comercial de Cacoal”, ressaltou o gestor da Suder, Basílio Leandro.

A vice-presidente da Assinvest, Linda Von Rondon, reforçou os anseios do setor. “Queremos agradecer o apoio que temos desde o início e reforçar ao governador que queremos mais. Queremos tornar Cacoal um forte polo do vestuário e de confecções. Por isso queremos continuar contando com o apoio do governo estadual”.

Além da exposição de empresas locais, a FICC 2016 conta com desfiles de moda que reúnem famosos e 20 modelos locais na passarela. O vestuário de indústrias genuinamente cacoalenses e também de comércios que revendem marcas nacionais. Além dos desfiles, a FICC 2016 dispõe da “Cozinha Show”, um evento que reúne bares e restaurantes para fortalecer a gastronomia local. Dentro da FICC, a degustação de pratos produzidos na “Cozinha Show” é um atrativo.


Fonte
Texto: Giliane Perin
Fotos: Giliane Perin
Secom - Governo de Rondônia

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões