Porto Velho (RO) segunda-feira, 13 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Fazenda descarta problemas fiscais em 2006 e 2007


Patricia Eloy - Agência O Globo RIO - O aumento de gastos do governo neste ano não preocupa o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Bernard Appy, que participou nesta segunda-feira do seminário "Analisando o presente e pensando o futuro", em comemoração aos 30 anos da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Appy garantiu o cumprimento da meta de superávit primário, fixada em 4,25% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas do país). Perguntado se o maior gasto do governo geraria problemas fiscais no ano que vem, Appy foi taxativo: - Não, com certeza não. O governo tem comprometimento claro com o cumprimento da meta de superávit primário neste e no próximo ano. E esta meta será cumprida nos dois anos (em 2006 e 2007). O aumento da lucratividade das empresas privadas e estatais criou um espaço fiscal adicional que acabou sendo absorvido na forma de um aumento de gastos. Isso é natural. De forma nenhuma isso compromete o compromisso (do governo) com a estabilidade fiscal e (o cumprimento) com as metas de superávit primário e com a redução da relação dívida/PIB. Este compromisso está sendo mantido e é fundamental para a estabilidade econômica necessária para desenvolver o mercado de capitais.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões