Porto Velho (RO) quinta-feira, 9 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Faturamento das pequenas empresas cresce 8,1%


Bruno Bocchini
Agência Brasil

São Paulo – As micro e pequenas empresas (MPE) paulistas terminaram o ano de 2012 com aumento de 8,1% no faturamento real – já descontada a inflação – na comparação com 2011. Em dezembro, as MPE faturaram 6,3% mais do que no mesmo mês do ano anterior – o melhor resultado para o período desde 2000. Os dados, divulgados hoje (20), são do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (Sebrae-SP).

No acumulado do ano, as MPE do setor do comércio foram as que mais cresceram, com elevação de 9,6% na receita, depois as do setor de serviços (alta de 7%) e, as do setor da indústria, com avanço de 5,6%. No total, a receita das MPE chegou a R$ 528,5 bilhões em 2012 – R$ 39,5 bilhões a mais do que no ano anterior. No último mês do ano passado, foram R$ 49 bilhões, R$ 2,9 bilhões acima do registrado no mesmo período de 2011.

O Sebrae destacou que o desempenho foi resultado do consumo aquecido no mercado interno, com evolução positiva da ocupação e da renda.

Na análise por regiões, as MPE do interior do estado apresentaram o melhor desempenho, alta de 10,7% no faturamento de 2012 sobre o de 2011. As da região do ABC aparecem logo em seguida, com aumento de 10,2%. As da região metropolitana de São Paulo registraram crescimento de 5,6%, e as da capital paulista, 5,1%.

A expectativa do setor é de continuidade no crescimento. De acordo com o Sebrae, metade dos empresários consultados (50%) acredita que o faturamento da empresa vai ser mantido nos próximos seis meses, 29% esperam aumento no faturamento, 9% creem em piora e 11% não sabem como se comportará o seu negócio.


 

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões