Porto Velho (RO) sábado, 11 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Fabricantes de massas e bicoitos vão reajustar preços


Bruno Rosa - Agência O Globo RIO - As principais fabricantes de massas e biscoitos estão em fase de negociação com as redes de supermercados propondo reajustes de aproximadamente 10% nos preços dos produtos. A razão da alta é a quebra da safra internacional de trigo. O setor tem enfrentado pesados aumentos na cadeia produtiva que vão desde sua matéria-prima básica, a farinha de trigo, que subiu 20%. Segundo o vice-presidente nacional da Associação Nacional das Indústrias de Biscoitos, José dos Santos dos Reis, outros insumos também tiveram aumentos, como a gordura hidrogenada, utilizada no preparo de biscoitos e que subiu 12%. A produção brasileira de trigo atingiu somente 2,44 milhões de toneladas, 53% a menos que a safra anterior de 2005/2006. O mercado brasileiro de biscoitos registrou em 2005 produção de 1,099 milhão de toneladas.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões