Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Exportações são desoneradas e consumidores poderão comprar com reais no Free Shop


Eliane Oliveira - (Agência O Globo) BRASÍLIA - O governo anunciou nesta quarta-feira um pacote cambial para desonerar as exportações e conter a desvalorização do dólar. Entre as medidas, que deverão ser editadas em uma Medida Provisória nos próximos dias, está uma determinação que beneficia o consumidor comum: a partir de agora, será permitido fazer compras no Free Shop com pagamento em moeda brasileira. Para os exportadores, a principal mudança foi o fim da exigência de internalização integral de recursos oriundos das vendas a outros países. Atualmente, todo o dinheiro proveniente das exportações deve voltar ao Brasil e ser convertido em real. Mas como muitas vezes o exportador precisa pagar por serviços no exterior em dólares, acaba tendo que converter parte desses recursos em moeda estrangeira novamente. O novo pacote prevê que do total das vendas, o equivalente a 70% terão que ser trazidos para o Brasil, e os outros 30% poderão permanecer em dólares. Embora esse percentual ainda tenha que ser fixado em reunião extraordinária do Conselho Monetário Nacional (CMN), que pode acontecer até o final da próxima semana, Mantega já adiantou o percentual. Segundo ele, essa quantia que poderá ficar no exterior também será isenta do pagamento da CPMF, o que foi considerado uma vitória do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). - As medidas que estamos anunciando hoje são para modernizar e desonerar exportações brasileiras - disse Mantega, que está detalhando o pacote cambial em Brasília juntamente com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Segundo Mantega, as medidas de desoneração adotadas permitiria manter a cobrança da CPMF. - Mas chegamos à conclusão que não seria um grande estímulo aos exportadores. As medidas representam uma renúncia fiscal de R$ 200 milhões, segundo estimativas do ministro da Fazenda. Mantega, no entanto, disse que elas poderão ser revogadas a qualquer momento, para eventuais ajustes da taxa de câmbio. - Não se está estabelecendo uma liberalização do mercado, de forma permanente e indiscriminada. Há um pouco mais de liberdade, é fato, porém ela poderá ser suprimida a qualquer momento. O governo mantém todos os controles cambiais na mão e poderá usá-los a qualquer momento. Nós temos uma legislação em vigor que nos permitiria até a centralização cambial, caso ela fosse necessária. Tudo isso permanece em vigor, já vem de muitos anos, não foi revogado, estará em vigor.

Mais Sobre Economia - Nacional

Rondônia: Dirigentes de unidades do Sebrae da Região Norte discutem estratégias

Rondônia: Dirigentes de unidades do Sebrae da Região Norte discutem estratégias

Nova realidade financeira do sistema foi tema abordadoOs dirigentes das Unidades do Sebrae da Região Amazônica estiveram reunidos em Cuiabá na ultima

*Diminuir impostos aumenta a arrecadação. Acredita?* - *SIMPI  facilita cadastramento na SUFRAMA*

*Diminuir impostos aumenta a arrecadação. Acredita?* - *SIMPI facilita cadastramento na SUFRAMA*

*Diminuir impostos aumenta a arrecadação. Acredita?*            No final de 2018, o governo estadual publicou relatório esclarecedor das contas do est

Restituição: Receita abre consulta do Imposto de Renda de 2008 a 2018

Restituição: Receita abre consulta do Imposto de Renda de 2008 a 2018

A Receita liberou hoje (14) a consulta ao lote multiexercício de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física ,contemplando as restituições r

Brasil pode se tornar o maior produtor de biodiesel no mundo

Brasil pode se tornar o maior produtor de biodiesel no mundo

Uso de antioxidante evita perdas no processo produtivoO Brasil abre oportunidades de crescimento no biodiesel e pode se transformar em um dos maiores