Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Exportações brasileiras terão queda de US$ 40 bilhões como reflexo da crise mundial


 
Danilo Macedo
Agência Brasil
 

A crise mundial deve ser responsável por uma queda de aproximadamente US$ 40 bilhões nas exportações brasileiras, em relação a 2008. A análise foi feita hoje (1º) pelo secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Welber Barral.

Ele acredita que o resultado, ao fim do ano, deve ficar abaixo, inclusive, dos US$ 160 bilhões previstos pela equipe do ministério anteriormente. A estimativa mais provável é que o valor se situe próximo ao conseguido em 2007, de US$ 158 bilhões, bem inferior aos US$ 198 bilhões registrados em 2008. Segundo Barral, o país levará ainda dois ou três anos para recuperar o volume de exportações do ano passado.

Para o secretário, as exportações brasileiras sofrem o reflexo da diminuição da demanda global. “A demanda interna vai muito bem. O problema é que os outros países não estão se recuperando no mesmo ritmo do Brasil”, afirmou.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões