Domingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

EMBARGO DA CARNE BRASILEIRA: Governador pede pressão


Carolina Pimentel
Agência Brasil

Brasília - O governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), defende que o Brasil pressione a União Européia (UE) a voltar a importar carne bovina brasileira. Uma proposta defendida pelo governador é sobretaxar produtos provenientes do bloco econômico europeu.

Para o governador, a decisão da União Européia é de “interesse econômico e financeiro” e não teria relação com a questão sanitária dos animais. A União Européia decidiu suspender a importação de carne bovina brasileira alegando que o país não oferece garantias sanitárias suficientes.

“Vamos levantar a nossa voz e, em último caso, se briga. Aumenta a alíquota de produtos que porventura importemos destes países e vejamos o que acontece. Coloca uma sobretaxa de 100%, 150% sobre os produtos que vêm da Inglaterra, Holanda, Irlanda e dos outros países da União Européia”, defendeu Puccinelli, após audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto.

"Acho que eles estão palpitando demais e querem manter a hegemonia colonizadora que a Europa teve. Nós somos independentes e vamos tratar de dialogar de forma comercial na mesma estatura e no mesmo tamanho. Tem produtos que a comunidade européia traz para o Brasil? Tem. Importa? Importa. Vamos ver quais e vamos sancionar. Quero ver se demora muito esse embargo", afirmou.

De acordo com o deputado federal Waldemir Moka (PMDB-MS), que também participou da audiência, cerca de 40% da carne brasileira exportada vêm do Mato Grosso do Sul.

Em nota oficial, o Ministério da Agricultura classificou a decisão da UE de “injustificável e arbitrária” e negou falhas no sistema nacional de controle sanitário. Até 15 de fevereiro, o ministério enviará os relatórios de auditoria solicitados pelo bloco.

Além disso, uma delegação européia virá ao Brasil, em 25 de fevereiro, para inspecionar o sistema de rastreabilidade brasileiro - usado para identificar a procedência dos animais- adotado em 300 fazendas selecionadas pela Comissão Européia.

Segundo o Palácio do Planalto, durante a audiência, Lula propôs que a bancada de deputados do estado forme um grupo para discutir o assunto com a União Européia.

 

Gente de OpiniãoDomingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Domingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)