Porto Velho (RO) quinta-feira, 9 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Economistas sugerem investimento em renda fixa, mas bolsa pode ser opção



Vinicius Konchinski
Agência Brasil


São Paulo - Neste momento de crise mundial, economistas consultados pela Agência Brasil sugerem que investidores busquem aplicações mais seguras para garantir algum ganho até o fim do ano. De acordo com o professor de finanças da Faculdade de Informática e Administração e Paulista (Fiap), Marcos Crivelaro, e o vice-presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), Keyler Carvalho Rocha, os fundos de renda fixa estão entre as melhores opções de investimento enquanto a bolsa de valores continua instável.

"Os fundos DI e os títulos do Tesouro têm rendimento entre 8% e 10%", disse Rocha. "Quem tem algum dinheiro deve pesquisar a menor taxa de administração cobrada pelos bancos antes de fazer a aplicação."

"A poupança também tem rendimento garantido, bem parecido com o dos fundos DI e CBDs", complementou Crivelaro. "Porém, quem não vai precisar do dinheiro no curto prazo pode pensar na bolsa. As ações estão baratas."

Segundo Crivelaro, as ações de empresas de desempenho tradicionalmente muito bons, como a Vale do Rio Doce e Petrobras, caíram muito desde maio. Ele afirma que, depois das várias quedas, o potencial de alta é grande. Contudo, ele avisa que isso não garante que elas vão subir.


"A possibilidade de perda é menor e a possibilidade de ganho maior", ratifica Rocha. "Mesmo assim, isso não garante que as ações não vão cair mais. Não se sabe qual é o fundo do poço."

Os economistas afirmaram ainda que outra opção para o investidor é diversificar seus investimentos: aplicar uma parte de seu dinheiro em poupança, outra parte em fundos de renda e o restante em ações. Outra dica é esperar o final da instabilidade do mercado e aplicar na bolsa de valores assim que ela der sinais de que a crise já acabou.


 

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões