Porto Velho (RO) sexta-feira, 29 de maio de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Economista recomenda cautela antes de usar o cheque pré-datado


Agência O Globo SÃO PAULO - O consumidor que optar por comprar a prazo precisa avaliar se este é um bom negócio. - Se essa é uma opção para não entrar no rotativo do cartão de crédito ou no cheque especial, que cobram juros muito altos, ela é válida - diz o economista Luís Carlos Ewald, autor do livro 'Sobrou Dinheiro! Lições de Economia Doméstica'. No entanto, quem tem dinheiro para pagar à vista não deve fazer o pagamento a prazo. É preciso saber planejar os gastos, para evitar que o cheque seja devolvido. Devese lembrar que os cheques não podem ser depositados antes do prazo, mas têm até um ano para ser descontados. Por isso, é bom ficar de olho em sua conta para saber se o cheque já caiu. Caso o cheque não tenha fundos, e não consiga ser depositado após duas tentativas, a conta bancária do cliente será cancelada e ele não poderá abrir outra pelos próximos cinco anos. Para regularizar a situação, é preciso pagar o débito e se dirigir ao banco onde se tem conta. - É preciso tomar um cuidado especial, porque muitas vezes o cliente não é avisado na primeira vez que o cheque volta - diz Ewald.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões