Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Economia do país para pagar juros da dívida chega a R$ 5,2 bilhões em agosto


 
Kelly Oliveira
Agência Brasil

Brasília - O setor público, formado pelos governos federal, estaduais e municipais, registrou superávit primário – economia feita para o pagamento de juros da dívida – de R$ 5,222 bilhões, em agosto deste ano, informou hoje (29) o Banco Central (BC). O esforço foi pouco maior do que o registrado em igual mês de 2009 (US$ 5,042 bilhões).

O Governo Central (Tesouro, Banco Central e Previdência) contribuiu com R$ 3,458 bilhões, enquanto os governos estaduais registraram superávit de R$ 1,146 bilhão. Os governos municipais apresentaram superávit primário de R$ 161 milhões. As empresas estatais, excluído o grupo Petrobras, registraram superávit primário de R$ 457 milhões.

O pagamento de juros chegou a R$ 15,698 bilhões, em agosto, contra R$ 13,204 bilhões registrados em igual período de 2009. O resultado primário é a diferença entre as receitas e as despesas, excluídos os juros da dívida pública. Ao serem incluídos os gastos com juros, tem-se o resultado nominal, que teve déficit de R$ 10,476 bilhões no mês passado, contra R$ 8,162 bilhões registrados em igual período de 2009.

De janeiro a agosto, o superávit primário ficou em R$ 47,781 bilhões ou 2,07% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país. No mesmo período de 2009, o resultado primário ficou positivo em R$ 43,477 bilhões ou 2,14% do PIB. Em 12 meses encerrados no mês passado, o superávit primário ficou em R$ 68,822 bilhões ou 2,01% do PIB. A meta estabelecida pelo governo para o ano é de 3,3% do PIB.

No acumulado deste ano até agosto, o pagamento de juros somou R$ 123,796 bilhões, contra R$ 108,310 bilhões registrados em igual período de 2009. Na relação entre esse resultado e o PIB houve elevação de 0,2 ponto percentual neste ano (5,36%) na comparação com 2009 (5,34%).

“Essa trajetória foi influenciada pela elevação dos principais índices de preços acumulados no ano, que atualizam parcela significativa da dívida líquida, bem como pelo resultado favorável observado nas operações de swap [troca] cambial em 2009 [R$ 3,2 bilhões], sem contrapartida em 2010”, diz o relatório do BC.

O déficit nominal ficou em R$ 76,015 bilhões, de janeiro a agosto, contra R$ 64,833 bilhões nos oito meses do ano passado.

Gente de OpiniãoSábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)