Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Dilma Rousseff afirma que país sairá mais forte da crise



Lisiane Wandscheer
Repórter da Agência Brasil  

Brasília - A ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou hoje (12) que o Brasil tem instrumentos para enfrentar a crise financeira internacional e sairá mais forte da situação.

“Vamos sair desta crise mais fortes do que entramos. Desta vez, temos instrumentos, armas e, sobretudo, o caminho e a resposta. Construímos a capacidade do governo de reagir diante das crises. Uma reação que, em primeiro lugar, é soberana, pois não temos que aceitar condicionantes de nenhum fundo monetário”, disse Dilma na abertura do Encontro Nacional de Prefeitos Eleitos do PT.

Segundo a ministra o país hoje tem instrumentos para evitar a crise, política monetária, crédito, reservas financeiras e bancos públicos sólidos, que não foram privatizados.

“Acabamos com o ciclo vicioso que existia no Brasil. As crises que ocorreram nos anos 90 e, no início desta década, até 2001 e 2002, começavam lá fora e contaminavam o Brasil através do câmbio. Éramos extremamente frágeis, quebrávamos e o FMI [Fundo Monetário Internacional] dava uma receita: cortar investimentos e gastos sociais.”

Ela ressaltou que as medidas anunciadas ontem (11) visam a evitar o desemprego e dar continuidade ao desenvolvimento econômico e social do país.

“Não vamos interromper o crescimento econômico. Se não consumirmos, não teremos produção, se não tivermos produção, haverá desemprego. Temos que garantir o emprego, que significa manter o país e suas diferentes atividades funcionando”, destacou a ministra.

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 28 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)