Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Dilma espera economia competitiva e um 'pibão' para 2013


Danilo Macedo
Agência Brasil

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (20), durante anúncio do pacote para o setor aeroportuário, que 2013 será um ano de resultados das ações feitas pelo governo em 2012 para diminuir o custo Brasil, tornar a economia mais competitiva e estimular investimentos.

“Acredito que, além de um feliz Natal e um prospero Ano-Novo, vamos ter um 2013 no qual vamos colher todos os frutos dessa trajetória que foi 2012, disse. “Teremos um 2013 de crescimento e avanço da nossa economia. Queremos um crescimento sustentável, que seja constante”, completou.

Dilma disse que espera, para o próximo ano, um “pibão grandão”. Ela disse que o governo concluiu hoje uma reestruturação logística do país, com o lançamento do pacote para a aviação, após já terem sido concedidos incentivos aos setores portuário, ferroviário e rodoviário.

A presidenta disse que o governo está melhorando o ambiente de negócios no Brasil, que deve desencadear um “imenso” avanço nos investimentos produtivos. Além dos investimentos em logística, outros marcos destacados por ela foram a redução das tarifas de energia para o próximo ano e a estabilização da taxa de câmbio em um patamar mais real. “Reafirmo aqui nosso objetivo de tornar a carga tributária muito menor no país”, disse Dilma.

A presidenta voltou a destacar que, para que o país avance e se torne uma das economias mais desenvolvidas do mundo, o caminho é o investimento em educação, o que, segundo ela, depende muito dos recursos que virão dos recursos dos royalties do petróleo. “Estou certa que no ano de 2013 teremos que fazer uma grande batalha para que os recursos mais fortes que nós temos, que são aqueles do pré-sal, os do petróleo, se dediquem sobre tudo a criar essa ponte de forma sustentável e de forma muito concreta.”

Uma das principais estratégias no investimento em educação, segundo Dilma, é a alfabetização de todas as crianças até os oito anos de idade, além da educação integral, com ensino de qualidade, principalmente, de matemática, português, ciência e de um idioma. “Esse é o caminho que leva à possibilidade de dobrar a nossa renda per capita”.
 

Gente de OpiniãoSábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)