Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Desaceleração da indústria não surpreende ministros



Mylena Fiori
Agência Brasil


Brasília - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, avaliou hoje (2) como "normal e esperada" a desaceleração da atividade industrial no mês de outubro. “Em determinado setor estávamos muito acima da curva. Está havendo uma acomodação, o que não é bom, mas é impossível de ser evitado, porque a crise está afetando o mundo inteiro”, disse o ministro, ao chegar para a reunião do Conselho Nacional de Política Endergética (CNPE).

Como exemplo da desaceleração o ministro citou os setores da indústria automobilittica e de bens de capital, que vinham crescendo em torno de 40%, nível, segundo o ministro, muito difícil de se sustentar. Miguel Jorge também reconheceu que a desaceleração se reflitirá no Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre, mas o impacto maior deve ocorrer em 2009.

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, também comentou o resultado da indústria, mas não denonstrou preocupação. Ele destacou que, apesar da desaceleração, o crescimento da atividade industrial nos últimos doze meses é de quase 6%.

“Este ano vamos ter um bom desempenho em termos globais. No ano que vem, se ficarmos só observando, vamos ter baixo crescimento”, disse Paulo Bernardo.

 

Mais Sobre Economia - Nacional

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões

Ajuda ao MEi será de R$600,  diz presidente Bolsonaro

Ajuda ao MEi será de R$600, diz presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26) que o auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus será de