Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Deputados querem reverter no STF pagamento do Beron


Os deputados estaduais estarão nesta quarta-feira e quinta-feira (06 e 07 de março) em Brasília, mantendo contatos com autoridades federais, numa agenda que envolve audiências com a diretoria do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre - Dnit, Agência Nacional de Aviação Civil – Anac, e no Supremo Tribunal Federal – STF, com o ministro Ricardo Lewandovisk, quando será tratada a polêmica venda do extinto Banco do Estado de Rondônia – Beron e a dívida herdada pelo Estado, após a intervenção do Banco Central.

Antes da viagem na madrugada de quarta-feira, esforço concentrado na sessão plenária de terça-feira a tarde (05.03), na Assembléia Legislativa de Rondônia, para garantir apreciação de matérias deliberadas pelas comissões técnicas.

A comitiva de parlamentares que irá a Brasília, é coordenada pelo presidente da ALE, deputado Hermínio Coelho (PSD). A agenda é uma reação positiva do parlamento, diante de problemas que efetivamente vem emperrando o desenvolvimento do Estado, em decorrência do comprometimento da dívida milionária com a herança maldita do Beron.

A principal audiência em Brasília vai ser desta forma no Supremo Tribunal Federal – STF, quando estará na pauta a dívida milionária do extinto Banco do Estado de Rondônia – Beron. No STF durante a audiência com o ministro Ricardo Lewandovisk, relator do processo do Caso Beron, será feita uma explanação sobre os graves problemas ocorridos durante o período em que ocorreu a intervenção do Banco Central no Beron, e ainda, o fato do Estado ter sido penalizado drasticamente pelo caos de gestão provocado pelos interventores da época designados pelo Banco Central.

O deputado Hermínio Coelho disse que vai expor ao ministro peculiaridades da venda do Beron. “Irei repassar ao ministro Ricardo Lewandovisk a bandalheira da venda do Beron, e como pode se vender um banco e ainda sobrar para o Estado, uma dívida praticamente impagável e que vem massacrando o povo rondoniense”, disse o presidente da ALE.

Além de reuniões no Congresso Nacional com parlamentares da bancada federal, os deputados estaduais estarão também junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre – DNIT (órgão do Ministério dos Transportes), para debater e reivindicar providências com relação a situação crítica da BR-425, que faz a ligação da BR-364 com os municípios de Nova Mamoré e Guajará-Mirim. Também consta na agenda de audiências, o encontro dos deputados estaduais com a diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil – Anac, quando será tratada a suspensão dos vôos da Trip de Ji-Paraná a Porto Velho e que vem acarretando sérios problemas sociais e econômicos para a região central do Estado.

Fonte:
ALE/RO – DECOM – [ Paulo Ayres ]
 

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 28 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)