Domingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Crescimento da América Latina e Caribe será de 3%, diz Cepal


Luciene Cruz
Agência Brasil

Brasília – A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) reduziu de 3,5% para 3% a previsão de crescimento da América Latina e do Caribe em 2013. Os dados foram divulgados hoje (24). Segundo o levantamento, o fraco desempenho das economias do Brasil e do México foram os responsáveis por essa revisão para baixo.

A previsão de crescimento do México caiu de 3,5% para 2,8%, enquanto a estimativa do Brasil caiu de 3% para 2,5%, em 2013. De acordo com as estimativas, o Paraguai lideraria o crescimento da região com 12,5% do produto interno bruto (PIB). Na sequência aparecem Panamá (7,5%), Peru (5,9%) e Bolívia (5,5%).

Os números fazem parte do Relatório Econômico da América Latina e do Caribe, divulgado trimestralmente pela Cepal. As últimas estimativas foram apresentadas em abril, com dados do primeiro trimestre. O estudo revelou ainda desaceleração no Chile, Panamá e Peru. Estas economias, que vinham apresentando taxas elevadas de crescimento, apresentaram redução na atividade econômica nos últimos meses.

No caso do Chile, a previsão caiu de 6% para 4,6%. No Panamá, o índice de 8% passou para 7,5%, enquanto a estimativa do Peru passou de 6% para 5,9%. A comissão reafirma a “necessidade de diversificar a estrutura produtiva das economias e aumentar a produtividade mediante um maior investimento”.

Em nota, a secretária-executiva da Cepal, Alicia Bárcena, destacou que o atual cenário revela problemas de sustentabilidade do crescimento na maior parte da região. Segundo ela, é necessário ampliar as fontes de expansão.

“Necessitamos de um pacto social para aumentar o investimento e a produtividade, e mudar os padrões de produção para crescer com igualdade”, disse.
 

Gente de OpiniãoDomingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Domingo, 25 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)