Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Crédito bancário tem expansão de 0,7% e sobe a R$ 738,7 bilhões em janeiro


Agência O GloboBRASÍLIA - O volume global de crédito bancário teve elevação mensal de 0,7% em janeiro, atingindo R$ 738,719 bilhões. Na equivalência com o Produto Interno Bruto (PIB), o estoque de crédito permaneceu nos 34,3% registrados ao fim de 2006, mas acima dos 31% do PIB de igual mês do ano passado, segundo informou o Banco Central (BC).Os empréstimos com recursos livres, que representam 67,9% do total, subiram para R$ 501,5 bilhões, em função de crescimento mensal de 1,4% nas operações com pessoas físicas (R$ 242,4 bilhões). Como sempre ocorre no início do ano, as empresas tomaram menos financiamentos, por retração natural da atividade. O estoque de empréstimos a pessoas jurídicas diminuiu 0,6% no mês e somou R$ 259,2 bilhões.Já o crédito direcionado teve alta de 1,3% em janeiro e de 16,7% sobre igual intervalo de 2006. Segundo o BC, houve aumento de 1,2% nos financiamentos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e também uma expansão de 2,6% no crédito habitacional, em especial dirigido a construtoras.Os desembolsos do BNDES atingiram R$ 4,7 bilhões, crescimento de 88,1% sobre janeiro de 2006. Os setores de alimentos, bebidas e metalurgia básica tomaram mais crédito na instituição oficial e, com isso, os recursos destinados à indústria somaram R$ 3,1 bilhões.Do lado inverso, as liberações para comércio e serviços apresentaram queda de 16,4% no mês, totalizando R$ 1,2 bilhão. As consultas sobre financiamentos junto ao BNDES, um indicador de investimentos potenciais, revelaram acréscimo de 47,9% em relação a igual mês do ano passado.De acordo com o BC, a inadimplência junto ao sistema financeiro aumentou 0,1 ponto percentual, nos atrasos superiores a 90 dias, com a taxa média registrando 5,1%. As empresas apresentaram alta na inadimplência, também de 0,1 ponto, para uma taxa média de 2,8%. Enquanto os atrasos em operações de pessoas físicas recuaram 0,1 ponto, para 7,5% na média.(Azelma Rodrigues | Valor Online)

Mais Sobre Economia - Nacional

Caos gerencial de Temer: socorro financeiro é o dobro dos investimentos

Caos gerencial de Temer: socorro financeiro é o dobro dos investimentos

o socorro financeiro do governo federal ao pagamento de dívidas de estados e municípios com a União vai gerar um impacto de R$ 90,3 bilhões nas contas

Dia dos pais tem 2º ano de crescimento das vendas

Dia dos pais tem 2º ano de crescimento das vendas

A EXPECTATIVA PARA AS VENDAS DE RONDÔNIA SÃO MELHROES QUE A MÉDIA NACIONALA Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo-CNC estima q

Banco Central aprova aquisição da XP Investimentos pelo banco Itaú

Banco Central aprova aquisição da XP Investimentos pelo banco Itaú

O Banco Central (BC) aprovou, com restrições e limitações, a aquisição de 49,9% da XP Investimentos pelo Itaú Unibanco. O acordo viabiliza o investime

Efeito cascata: Aumento do STF vai custar R$ 137 mi em Minas

Efeito cascata: Aumento do STF vai custar R$ 137 mi em Minas

Caso o Congresso acate, o reajuste dos ministros do STF vai aumentar a despesa em R$ 10,55 milhões por mês, ou R$ 137,15 milhões, aí somado o décimo-t