Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Construtora Camargo Corrêa comemora a capacitação concluída para jovens aprendizes de Rondônia


Identificar e oferecer condições de desenvolvimento para as pessoas nas regiões onde a empresa está inserida. Esta é uma das marcas da Construtora Camargo Corrêa, que fornece cursos de qualificação para seus profissionais e para pessoas que pretendemingressar no mercado de trabalho.

No dia 15 de fevereiro 43 alunos comemoraram a formatura do curso de Assistente de Produção para jovens aprendizes, no canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau.O curso teve uma carga horária de 1600 horas/aula, divididas emaulas práticas e teóricas. “Essa foi a primeira turma, que se desenvolveuneste tipo de modalidade.  As lições práticas foram realizadas em diversos setores da construtora, entre eles as áreas de Engenharia, setores de Recursos Humanos, Meio Ambiente, Segurança do Trabalho entre outros. Já as aulas teóricas, foram desenvolvidas pelo SENAI  no Centro de Treinamento, do canteiro de obras”, completa Janaina Spinardi, psicóloga da área de Treinamento& Desenvolvimento da Camargo Corrêa.

O curso para jovens aprendizes comprova que a parceria entre instituições é um dos caminhos para a promoção de desenvolvimento para Rondônia. “Nós temos alguns projetosquedesenvolvemos em parceria com o mercado, a exemplo dessa formação dos aprendizes realizada com o SENAI, além de outros que eu posso citar,tal como o Geração Sustentável, em que nósatendemos cerca de 11mil profissionais e muitos deles já estão na própria Camargo Corrêa e outros disponibilizados com capacitação para o mercado do estado”, explica Walmir Luís Picolotto, gerente de recursos humanos da construtora Camargo Corrêa.

Segundo Elsa RonsoniPereira, diretora da Escola SENAI Marechal Rondon, a educação é o caminho para a inclusão social. “A mudança vem com a educação. Quanto mais as pessoas estudarem, quanto mais às pessoas se capacitarem e quanto mais estudo tiverem, mais oportunidades de trabalho elas terão”, disse a diretora.

De acordo com a formanda Andressa Rocha, de 18 anos, , o dinamismo do curso foi um dos diferenciais da capacitação oferecida“. Tivemos  a oportunidade de passar em vários setores da empresa. Atuei nabiofábrica, comercial, treinamento,comunicação, e engenharia. Com essa experiência pude aprender e crescer  bastante. Agora é estudar e investir em um emprego como profissional mesmo”, ressalta a formanda.

Já para o formandoFelipe Alves, de 19 anos, a capacitação vai suprir o problema da falta de experiência que os jovens enfrentam à procura do primeiro emprego. “Foi uma porta de entrada para nós aprendizes, que tivemos esta oportunidade de ingressar no mercado de trabalho. Para o jovem sem experiência é mais complicado conseguir um emprego melhor, mas com capacitação tudo é diferente”, afirmou.

A formatura foi realizada nos períodos da manhã e da tarde. Dezenove alunos se formaram com a turma da manhã e 24 com a turma da tarde. “Não foi fácil. Muitas vezes eu mal dormi, para estudar para a prova, mas conseguimos chegar lá. Agora é arrumar outro emprego. Eu pretendo fazer comunicação, entrar para a faculdade de jornalismo. Estou muito feliz”, destacouThaís Santos, ex-aluna do programa.

Fonte: Comunica

 

Gente de OpiniãoQuinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)