Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Com a crise, governo arrecada R$ 20 bi a menos no ano



Wellton Máximo 
Agência Brasil

 
A arrecadação federal de impostos fechou maio em queda real pelo sétimo mês consecutivo, na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Segundo números divulgados há pouco pela Receita Federal, a União arrecadou R$ 49,8 bilhões no mês passado, 6,06% a menos que os R$ 53 bilhões registrados em maio de 2008, já descontada a inflação oficial pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

No acumulado do ano, a arrecadação federal totaliza R$ 269,7 bilhões, contra R$ 289,7 bilhões registrados nos cinco primeiros meses do ano passado. Em termos percentuais, a queda real de janeiro a maio é de 6,9%.
 
De acordo com a Receita, a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) nas vendas de veículos e a redução na atividade econômica foram os principais responsáveis pelo desempenho da arrecadação. Por causa da redução de impostos em vigor desde o final do ano passado, as receitas do IPI sobre os automóveis caíram 81,8% de janeiro a maio.

Outros impostos que também apresentaram queda significativa na arrecadação foram o Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (queda de 11,26%, levando em consideração o IPCA) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), cujas receitas caíram 14,03% no acumulado do ano. Esses tributos estão ligados à produção industrial, à lucratividade das empresas e ao volume de vendas no varejo, que foram afetados com o agravamento da crise econômica.

As compensações de tributos, informou a Receita, também contribuíram para a queda no acumulado do ano. Nos cinco primeiros meses de 2009, elas foram responsáveis pela diminuição de R$ 4,2 bilhões no caixa do governo. Por meio desse mecanismo, empresas e pessoas físicas pedem a compensação de impostos supostamente pagos a mais em períodos anteriores. Até a Receita julgar o pedido, esses contribuintes deixam de pagar a diferença, o que tem impacto nos cofres públicos.

Sem a arrecadação do Imposto de Renda das Pessoas Físicas, cujo prazo para declaração terminou em 30 de abril, as receitas federais diminuíram em maio na comparação com o mês anterior. A redução no mês passado foi de 14,03% em relação a abril.

 

Mais Sobre Economia - Nacional

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões

Ajuda ao MEi será de R$600,  diz presidente Bolsonaro

Ajuda ao MEi será de R$600, diz presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26) que o auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus será de