Sábado, 2 de março de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

CNI: Empresários industriais estão menos otimistas


 Daniel Lima
Agência Brasil

Brasília - A pesquisa Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), divulgada hoje (17) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que o setor está menos confiante em 2011. O levantamento indica que o otimismo caiu 6 pontos em fevereiro deste ano ante o mesmo período do ano passado, passando de 67,8 para 61,8 pontos. Os dados foram coletados entre os dias 31 de janeiro e 14 de fevereiro.

Para a CNI, “a queda no otimismo é resultado do resfriamento da atividade econômica nos últimos meses”. Mesmo assim, os empresários continuam confiantes, pois o indicador, que pode variar de 0 a 100 pontos, ficou em 61,8. Acima de 50 pontos, o Icei indica que os empresários estão confiantes. O índice também está 2,1 pontos acima da média histórica, que é de 59,7 pontos, informou a CNI.

A mudança no otimismo dos empresários foi observada na pesquisa em todos os portes de empresas, nessa mesma base de comparação. Entre as de pequeno porte, o indicador caiu de 66,1 para 61,1 pontos. Nas médias empresas, diminuiu de 66,6 para 59,9 pontos e, entre as grandes, de 69,9 para 63,7 pontos.

Por região, os empresários do Sul foram o que apresentaram a maior mudança no otimismo, com queda de 7,3 pontos – de 67,2 pontos, em fevereiro de 2010, para 59,9 pontos, em igual mês deste ano. Já no Centro-Oeste, a redução foi menor e o índice recuou de 69,3 para 65,9 pontos, uma queda de 3,4 pontos.

Na análise por ramos industriais, o otimismo cresceu mais nos setores outros equipamentos de transporte; indústrias diversas; limpeza e perfumaria, e veículos automotores. As maiores quedas foram nos setores de máquinas e equipamentos; plástico; edição e impressão; metalurgia básica; e máquinas e materiais elétricos.

Para os próximos seis meses, o índice de expectativa dos empresários passou de 65,4 para 65,5 pontos em fevereiro ante janeiro, mas em comparação com fevereiro de 2010 (71 pontos) caiu 5,5 pontos. Esse item da pesquisa leva em consideração a expectativa dos empresários em relação à economia, que caiu de 67,9 para 61,3 pontos, e em relação à empresa, que diminuiu de 72,6 para 67,7 pontos em fevereiro, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Foram ouvidas 1.839 empresas, das quais 1.028 são pequenas, 561 médias e 250 grandes.

Gente de OpiniãoSábado, 2 de março de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Sábado, 2 de março de 2024 | Porto Velho (RO)