Porto Velho (RO) quinta-feira, 29 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

CNA: PIB do agronegócio deve ser satisfatório este ano


Agência O Globo BRASÍLIA - O Produto Interno Bruto do agronegócio deste ano deve ser satisfatório, apesar do baixo crescimento do PIB do setor em janeiro, de 0,06%, em relação ao mesmo período de 2006. A estimativa foi divulgada pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). De acordo com o superintendente técnico da CNA, Ricardo Cotta, apesar do baixo crescimento em janeiro, a expectativa é de um bom aumento do PIB do agronegócio para este ano. Contudo, Cotta disse que a boa previsão do PIB não será capaz de absorver as perdas dos anos anteriores. -Tivemos um prejuízo de R$ 28 bilhões nesses dois últimos anos e, obviamente, carregamos um processo de endividamento que foi, grande parte dele, deslocado para 2007. Segundo ele, a rentabilidade deste ano não vai ser suficiente para normalizar uma situação de frustrações anteriores: -Precisaríamos de quatro ou cinco anos para zerar as posições anteriores, afirmou. O dirigente da CNA disse que há boas previsões para o faturamento bruto da agropecuária, devido ao aumento da quantidade da produção e da área produzida. -Há um aumento na safra de grãos de em torno de 8,5%; um aumento na safra de cana-de-açúcar em torno de 10% e um aumento um pouco menor, entre3% e 4%, na produção de proteína animal, o que vai refletir num PIB maior para o setor, disse. A CNA divulgou também os númenos da exportação relativos ao primeiro trimestre deste ano. Os principais destaques foram a carne, o açúcar e o álcool e os sucos de frutas, principalmente o de laranja. Este último aumentou 67,9% no valor exportado em relação ao primeiro trimestre de 2006, devido à queda na produção de laranja no estado norte-americano da Flórida. O setor sulcroalcooleiro também teve bons resultados nos últimos meses. Isso se deve ao aumento de 27,9% das exportações de açúcar e ao crescimento de 108,2% nas exportações de álcool. -O aumento nas exportações do setor continuará a ser expressivo, mas não num ritmo tão acelerado, afirmou Cotta. O destaque nas importações foi o trigo, que aumentou 66,7% em comparação com o valor exportado no mesmo período do ano passado. Ainda de acordo com a CNA, o saldo da balança do agronegócio no primeiro trimestre foi de US$ 9,7 bilhões, o que representou crescimento de 17,8% em relação ao mesmo período de 2006. De acordo com o assessor técnico da Comissão Nacional de Comércio Exterior da CNA, Antônio Donizeti Beraldo, o saldo da balança comercial do setor agropecuário deste ano deve ficar em torno de US$ 48,5 bilhões. Isso representa um aumento de cerca de US$ 6 bilhões em relação a 2006.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões