Porto Velho (RO) sexta-feira, 4 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Clima quente aquece o comércio


Marli Moreira
Agência Brasil

Gente de Opinião

Altas temperaturas aquecem o comércio
Tânia Rêgo/Agência Brasil

O comércio varejista quebrou neste ano a rotina de atrair mais clientes apenas nos segmentos com tradição de queima de estoques graças ao empurrãozinho dado por um fenômeno da natureza. O calor excessivo e o tempo seco ajudaram a expandir o movimento de consumidores com aumento na média de 1,7% sobre dezembro último e de 5,9% na comparação com janeiro de 2013, segundo o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio.

Entre os estabelecimentos favorecidos estão o de material de construção com expansão de 1,7% sobre dezembro e de 7,1% em relação a janeiro do ano passado. No segmento de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas , houve ligeiro recuo de 0,3% sobre dezembro que é um mês de forte demanda neste setor, porém, em relação a janeiro de 2013, houve elevação de 7,4%.

Esses dois setores foram os que mais apresentavam as maiores altas na comparação anual, enquanto o setor de móveis, eletroeletrônicos e informática ocupou a liderança de movimento sobre  dezembro último com aumento de 7,4%, seguido por combustíveis e lubrificantes ( 4,2%).Em lojas de veículos, motos e peças, o movimento cresceu 1,6% e nas de tecidos, vestuário, calçados e acessórios 1,1%.

Na avaliação dos economistas da Serasa Experian as liquidações de início de ano bem como as promoções do varejo automotivo justificam em parte esse bom desempenho. Neste último caso “ por conta da virada da tabela do IPI [Imposto sobre Produtos Industrializados]”. Eles apontam ainda que as férias auxiliaram a impulsionar o segmento de combustíveis e lubrificantes e que “ a onda de clima quente e seco neste verão, auxiliaram o segmento de material de construção”.

A pesquisa é feita com base no volume de consultas recebidas por essa empresa e calculada sobre os dados coletados em 6 mil empresas comerciais.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões