Porto Velho (RO) quinta-feira, 4 de junho de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Cenários externo e interno afetam mercado e risco-país dispara. Bolsa cai


Rui Pizarro - Agência O Globo RIO - As incertezas em relação ao grau de desaquecimento da economia americana ea instabilidade no cenário político interno continuam preocupando os investidores e afetando os mercados. De acordo com o economista Sílvio Campos Neto, do banco Schahin, a tendência, quando as crises se acentuam, é de que os recursos saiam desses mercados emergentes e se direcionem para títulos americanos, considerados mais seguros. Assim, por volta das 15h23min, o risco-país disparava 6,14%. A Bolsa de Valores de São Paulo, recuava 1,05%, aos 34.826 pontos e volume de R$ 2,006 bilhões. O noticiário corporativo negativo e o fraco desempenho industrial nos EUA derrubaram as bolsas americanas, afetando igualmente a Bovespa. Já o dólar subia 1,01%, cotado a R$ 2,200 para venda e refletindo, em especial, a deterioração do quadro político interno, com mais um escândalo envolvendo integrantes do governo. A queda do preço das commodities no mercado internacional também contribui para alta do dólar no Brasil.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões