Porto Velho (RO) sábado, 15 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Cartões de loja crescem 136% e assumem liderança do setor


Agência O Globo RIO - Os cartões de loja assumiram a liderança do setor com crescimento de 136% desde o ano 200, chegando a 115 milhões. Segundo o jornal "Valor Econômico", citando estudo da Ibope Inteligência, empresa especializada no mercado de meios de pagamento, o avanço superou o crescimento dos cartões tradicionais e de débito, com expansão de 12% e 105%, respectivamente. De acordo com o estudo, os cartões de lojas devem fechar o ano movimentando R$ 25 bilhões. Especialistas do setor acreditam que a tendência é de que os cartões de loja continuem sua expansão nos próximos anos, mas em ritmo menor. Segundo eles, administradoras de cartões, como Visa e Mastercard, descobriram o filão e vêm trabalhando junto a lojas e supermercados para que eles lancem cartões com bandeiras. Atualmente, o mercado de "Private Label", que conquista clientes oferecendo condições favoráveis para a compra nos estabelecimentos e sem cobrar anuidade, é dominado por grandes reedes como a C&A, Riachuelo e Pão de Açúcar. Os 11 maiores emissores são responsáveis por 62% do total de lojas do país.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões