Porto Velho (RO) sábado, 28 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Carne de Jacaré é certificada pelo Selo de Inspeção


Com o início do Defeso, época em que ficam proibidas as pescas profissionais e amadoras no município de Porto Velho, termina também o período em que os abates de jacarés no Lago Cuniã são permitidos. O secretário municipal de Agricultura e Abastecimento (Semagric), Leonel Bertolin, junto a uma equipe de técnicos, acompanhou, no último sábado (16/11), o encerramento das atividades da Cooperativa de Pescadores, Aquicultores, Agricultores e Extrativistas da Resex Cuniã (Coopcuniã), quando também foram encerrados os trabalhos de fiscalização que os veterinários da Semagric exercem junto aos cooperados.

O abate de jacarés no Lago Cuniã não acontece como prática de criação em cativeiro. Ela ocorre com a finalidade de controle populacional. O Ibama não permite a caça predatória ou esportiva e não existe na região predador para esse animal, dessa forma, ele pode se reproduzir muito rapidamente e passar a ameaçar a população local. A implantação do projeto para manejo sustentável iniciou-se após uma criança ter sido atacada e morta naquela região.

É estimada a presença de 36 mil animais no Lago. Neste ano, a permissão para abate foi de até 900 unidades da espécie, mas somente 600 foram abatidos. Segundo Aline Rodrigues, veterinária da Semagric que fiscaliza os trabalhos da Coopcuniã, a rápida chegada do inverno amazônico fez com que o lago se enchesse muito cedo e isso dificultou os trabalhos de captura. Além disso, este é apenas o segundo ano de atividades, de forma que ainda está acontecendo a adaptação ao trabalho. Oitenta pessoas se envolvem com os serviços. Na divisão de equipes, há os que trabalham com a captura, outros com a lavagem, outros com a estola, que é a retirada do couro, e assim por diante, até a comercialização dos produtos. O couro não tem sido comercializado e está sendo estocado pela Coopcuniã.

Questões burocráticas ainda impedem a exportação e a região ainda não absorve o comércio desse material.

A Semagric quer agora ajudar a Coopcuniã a conseguir a certificação do Selo de Inspeção Federal (SIF), o que permitiria o comércio em todo o território nacional e a exportação para outros países. “Caso não consigamos isso, vamos trabalhar para incluí-los no Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa), que pode habilitá-los a distribuir os produtos em todo o Brasil. Eles precisarão adequar suas instalações às exigências do sistema e melhorar em alguns outros pontos, mas a estrutura que eles possuem já está muito próxima ao necessário”, explicou Rodrigues.

O Selo de Inspeção Municipal, que certifica a qualidade do produto e permite a comercialização no município, foi fornecido por meio do acompanhamento e fiscalização dos trabalhos da Coopcuniã durante os meses de setembro, outubro e novembro, tempo em que o abate esteve permitido. A carne de jacaré está sendo mais consumida em Porto Velho. O produto esta sendo comercializado em um supermercado da Capital. Segundo informou Aline Rodrigues, o supermercado atesta que o consumo está crescente. “Inicialmente, percebeu-se uma fraca saída, mas após abaixarem um pouco mais o preço e começarem a oferecer iguarias para degustação, tais como estrogonofes e iscas, eles passaram a perceber grande saída, de forma que toda a produção tem sido absorvida rapidamente”, afirmou. A média do produto no varejo é de R$ 25,00 o quilo. Trata-se de uma carne muito saborosa, possui grande capacidade nutritiva com baixo teor de gordura, e pode também ser consumida como uma proteína alternativa por pessoas que têm alergias a outros tipos de carnes.

Fonte:  Renato Menghi

Mais Sobre Economia - Nacional

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is