Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Caixa já financiou R$ 20,4 bilhões em imóveis este ano



Vinicius Konchinski
Agência Brasil


São Paulo - A Caixa Econômica Federal elevou em 60% o valor dos empréstimos feitos para compra e construção de imóveis e atingiu um novo recorde na área de crédito imobiliário. De acordo com o balanço divulgado hoje (2), até o 28 de novembro, a Caixa já havia financiado R$ 20,4 bilhões - R$ 7,7 bilhões a mais do que o verificado no mesmo período do ano passado.

Segundo a Caixa, só em 2008, foram assinados 446 mil contratos, o que representa uma média de 1.924 empréstimos feitos por dia.

A carteira do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), da qual a Caixa utiliza os recursos para financiar a compra de moradias, foi a que mais cresceu: 76% na comparação com 2007. Já foram emprestados até agora R$ 9,3 bilhões - R$ 100 mil a mais do que a meta estabelecida para o ano.

Já a linha que usa dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que representa 84,2% da carteira de crédito da Caixa, acompanhou a média e cresceu 60%. Até novembro, foram emprestados R$ 10,2 bilhões e, de acordo com o banco, a expectativa é que R$ 11,7 bilhões sejam emprestados até o fim de 2008.

Em entrevista coletiva, o vice-presidente da Caixa, Jorge Hereda, afirmou que os resultados apurados até novembro mostram que a crise não causou impactos negativos nos financiamentos. Ele afirmou que a CEF não modificou nem modificará sua meta de financiar um total de R$ 22,8 bilhões em imóveis ainda este ano.

"A Caixa não alterou nem vai alterar as condições e os juros de suas linhas de financiamento", complementou Hereda, afirmando também que informações referentes a carteira de crédito imobiliário mostram a "sustentabilidade" dos negócios do banco.

Segundo ele, 4,24% dos clientes da Caixa, que tem mais de 50% do mercado de crédito imobiliário nacional, são considerados inadimplentes, ou seja, têm mais de três meses de prestações atrasadas. "Há três anos, este índice era de cerca de 6,5%", comparou.

Ainda de acordo com Hereda, apesar de o banco oferecer financiamentos com prazo para pagamento de 30 anos, em média, os mutuários quitam seu imóvel em menos de 12 anos.


 

Gente de OpiniãoSábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)