Porto Velho (RO) terça-feira, 2 de junho de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Brasil foi o país com menor crescimento no trimestre


Cássia Almeida - Agência O Globo RIO - O fraco desempenho da economia brasileira no segundo trimestre deixou o país no fim da fila dos países emergentes. O crescimento tanto na comparação com o primeiro trimestre (0,5%) quanto frente ao ano passado (1,2%) põe o Brasil na última posição. Até mesmo frente a economias maduras como a alemã e a inglesa, o Brasil fica atrás. No segundo trimestre, a economia alemã cresceu 0,9%, enquanto a inglesa avançou 0,8%. O ranking, montado pela Uptrend Consultoria Econômica, traz a China na liderança, com alta de 10,9% no trimestre. - Enquanto o Brasil não fizer reformas estruturais ficará sempre atrás de outras economias que conseguem atrair investimento estrangeiro direto. O interesse no Brasil é voltado para as aplicações financeiras diante das altas taxas de juros pagas no país - disse Jason Freitas Vieira, economista-chefe da Uptrend. Expansão no trimestre maior que a projeção para o ano Na lista montada por Vieira, usando dados dos bancos centrais dos países, Índia e Hong Kong aparecem disputando a segunda posição. Esses dois países cresceram mais no trimestre que as projeções mais otimistas do governo para o ano: a Índia cresceu 5,5%, enquanto Hong Kong, 5,2%. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, espera que o país cresca 4,5% este ano. Entre os emergentes, o país com desempenho mais próximo ao do Brasil é a Coréia do Sul. A economia avançou 0,8% frente ao primeiro trimestre. Mas a proximidade pára aí. Quando se olha os números da Coréia frente ao mesmo período de 2005 a distância se instala. O país asiático cresceu 5,3% contra a taxa brasileira de 1,2% na mesma comparação: - O país precisa reduzir o gasto público, os juros, investir pesadamente em educação e infra-estrutura, além de fazer as reformas trabalhista, previdenciária e tributária. Sem isso, o Brasil continuará a mostrar esse crescimento inexpressivo - diz Vieira. Entre os países desenvolvidos, o destaque são os Estados Unidos, com alta de 2,9% no segundo trimestre. A França segue atrás, com alta de 1,2%.

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões