Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Brasil e Argentina usarão peso e real no comércio exterior


Patrícia Duarte - Agência O GloboBRASÍLIA - Os governos do Brasil e da Argentina assinaram nesta sexta-feira um acordo para construir e implementar um sistema de pagamentos bilateral em moedas locais no comércio entre os dois países. De acordo com o presidente do Banco Central brasileiro, Henrique Meirelles, o projeto deverá sair do papel em seis meses. A idéia é reduzir custos nas operações comerciais, uma vez que não haverá mais a necessidade de fechamento de contrato de câmbio em dólar. Ou seja, as compras e vendas de mercadorias serão feitas em real e em peso.Meirelles explicou que o sistema funcionará da seguinte maneira: os bancos centrais dos dois países registrarão diversas transações e, ao fim do dia, formarão uma taxa de conversão única entre as duas moedas que terá como base a Ptax do dólar para o real e do dólar para o peso. Será a chamada taxa de referência. Em seguida, explicou Meirelles, se houver alguma diferença de recursos entre os dois bancos, a compensação será feita em dólares entre os dois bancos centrais. Apenas no dia seguinte os importadores e os exportadores terão suas operações finalizadas.- A taxa será uma só, independentemente do valor. Não é um sistema de garantia ou de crédito, e sim, só um sistema de pagamentos - afirmou Meirelles.O presidente do Banco Central disse ainda que as autoridades monetárias estão participando desse processo porque ainda não existe um mercado livre e transparente de peso/real. Meirelles afirmou ainda que é difícil fazer um cálculo de quanto será possível reduzir o custo das operações neste momento, mas argumentou que os pequenos e médios empreendedores serão os mais beneficiados.O presidente do Banco Central argentino, Martín Redrado, acrescentou que a idéia é, em algum tempo, também se fazer a compra e venda de títulos de valores entre os dois países nas moedas locais. Os dois presidentes participaram de uma reunião de ministros da Fazenda e presidentes de bancos centrais do Mercosul em Brasília.

Mais Sobre Economia - Nacional

Rondônia: Dirigentes de unidades do Sebrae da Região Norte discutem estratégias

Rondônia: Dirigentes de unidades do Sebrae da Região Norte discutem estratégias

Nova realidade financeira do sistema foi tema abordadoOs dirigentes das Unidades do Sebrae da Região Amazônica estiveram reunidos em Cuiabá na ultima

*Diminuir impostos aumenta a arrecadação. Acredita?* - *SIMPI  facilita cadastramento na SUFRAMA*

*Diminuir impostos aumenta a arrecadação. Acredita?* - *SIMPI facilita cadastramento na SUFRAMA*

*Diminuir impostos aumenta a arrecadação. Acredita?*            No final de 2018, o governo estadual publicou relatório esclarecedor das contas do est

Restituição: Receita abre consulta do Imposto de Renda de 2008 a 2018

Restituição: Receita abre consulta do Imposto de Renda de 2008 a 2018

A Receita liberou hoje (14) a consulta ao lote multiexercício de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física ,contemplando as restituições r

Brasil pode se tornar o maior produtor de biodiesel no mundo

Brasil pode se tornar o maior produtor de biodiesel no mundo

Uso de antioxidante evita perdas no processo produtivoO Brasil abre oportunidades de crescimento no biodiesel e pode se transformar em um dos maiores