Porto Velho (RO) terça-feira, 4 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

BNDES diz que indústria brasileira supera crescimento da produção industrial mundial


Agência O Globo RIO - Entre 2000 e 2005, o Brasil foi um dos países que mais tiveram crescimento da produção industrial entre os 64 países que, juntos, respondem por 92% da produção mundial. No período, a indústria nacional cresceu 3,1% ao ano, enquanto a produção industrial global evoluiu 2,3% ao ano. No acumulado dos cinco anos, a indústria brasileira teve crescimento de 17% frente aos 12% da produção mundial. Na América Latina, o maior aumento foi registrado no Chile, com crescimento de 4% ao ano. Os dados são de um estudo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), divulgado esta semana. O levantamento também mostra que, no período, indústrias de países como Austrália, Canadá, Estados Unidos, Japão e integrantes da União Européia, tiveram crescimento abaixo da média mundial. De acordo com o autor da pesquisa, o economista Fernando Pimentel Puga, isso se explica pela concentração do investimento na Ásia, especialmente na China, onde a indústria tem crescimento acima de 14,2% ao ano. Processo semelhante acontece também no leste europeu. Na China, além haver um vasto mercado consumidor e mão-de-obra barata, há a proximidade com economias desenvolvidas, como a Japão e de Hong Kong, o que favorece os investimento estrangeiros diretos. No caso do leste europeu, acrescenta Puga, houve um movimento de deslocamento de indústrias de países que compõem a União Européia para aquela região. Como resultado, a participação das indústrias no Produto Interno Bruto (PIB, soma de todas as riquezas de um país), saiu zero, na década de 90, para um patamar acima dos 50% em alguns países. O economista diz que o Brasil não foi beneficiado por esse deslocamento, nem tampouco pelo efeito dos preços de commodities, como ocorreu no Chile, por exemplo, o que gerou um impacto significativo no desenvolvimento industrial. Puga avalia os dados desmentem a tese de que o mundo está crescendo e o Brasil estaria ficando para trás. - Não é isso o que está se vendo

Mais Sobre Economia - Nacional

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Corte de recursos do Sistema S pode causar fechamento de unidades e demissão de dez mil

Um documento enviado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aos governadores brasileiros revela que o corte de 50%

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

Empresas não prestaram informações sobre admissões e demissões referentes a janeiro e fevereiro

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informa que identificou a falta de prestação das informações sobre admissões