Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

BNDES abre as portas e quer 'parcerias de longo prazo'



O governo de Rondônia deu mais um passo rumo ao desenvolvimento sustentável e inclusivo, a partir de uma gestão integrada. Após uma articulação do governador Confúcio Moura - que foi recebido há cerca de 15 dias por diretores e pelo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, que “abriu as portas da instituição para Rondônia” – uma equipe de secretários e técnicos participou, na última quarta-feira (20), no Rio de Janeiro, de uma longa reunião de trabalho com representantes do banco.BNDES abre as portas e quer 'parcerias de longo prazo' - Gente de Opinião

Durante todo o dia foram discutidos os eixos do Plano Estratégico para o Desenvolvimento com Inclusão Social de Rondônia, que contempla diversos programas e projetos. Os representantes do governo rondoniense foram bem recebidos e tiveram tempo suficiente para detalhar os projetos para os quais o governo busca parceria para implementá-los.

“O governo tem um rumo com planejamento, e isso ficou claro no discurso do governador durante a oficina de avaliação no último sábado. O nosso foco é o cidadão. O governo precisa entrar na casa do cidadão para oferecer melhorias concretas em sua qualidade de vida”, afirmou a secretária de Assistência Social, Cláudia Moura.

Segundo relato de um dos técnicos do BNDES, as atividades desenvolvidas ao longo do dia poderiam ser descritas como um “dia de Rondônia no BNDES”. Durante todo o dia o banco disponibilizou técnicos de diversas áreas para receber as demandas, entre eles Marcelo Barbosa Fernandes, chefe do Departamento de Gestão e Investimentos Públicos; Élvio Gaspar, diretor da Área de Inclusão Social; Ana Cristina Maia, da Área de Planejamento e Articulação, e Eduardo Brasil, do Fundo Amazônia.

Na abertura da reunião, Élvio Gaspar disse que o BNDES quer participar de um planejamento “de fôlego” junto ao governo. “O BNDES quer colaborar e participar do crescimento de Rondônia. Para isso, apoiaremos o plano de investimento, assim como foi feito no Acre e Sergipe”, afirmou.

Na parte da manhã foram apresentadas as potencialidades e as vantagens competitivas de Rondônia, na chamada “rodada de conversações”. À tarde, o banco apresentou as alternativas mais viáveis e as possibilidades de financiamentos.
 

Investimentos

Segundo Marcelo Barbosa, os temas mais importantes para o banco são a universalização do saneamento básico, renda mí­nima, trabalho e renda, habitação, atividades econômicas e desenvolvimento urbano. “O BNDES tem interesse em ajudar o grande projeto estratégico de Rondônia, e não apenas projetos isolados. Quando conseguimos enxergar o plano de longo prazo, o conjunto faz sentido”, disse.

O BNDES disponibiliza uma linha de financiamento voltada para apoiar programas de desenvolvimento integrados dos estados, chamado BNDES Estados. O próximo passo será o envio de Carta Consulta ao BNDES, contendo o conjunto de projetos que precisam ser financiados, o que deve ser feito num prazo de 60 dias.

Participaram da equipe técnica rondoniense os secretários George Braga, juntamente com o gerente para assuntos internacionais , Raimundo Nonato Melo, da Secretaria de Planejamento; o secretário do Desenvolvimento Econômico e Social, Edson Vicente e a assessora especial da pasta, Maria Emília da Silva; a secretária da Assistência Social, Claudia Moura; o presidente da Caerd, Sérgio Castelo Branco; a secretária do Desenvolvimento Ambiental, Nanci Rodrigues; o secretário de Finanças, Benedito Alves, e o assessor para projetos especiais, Roberto Pini.

Fonte: Decom / Foto: ascom:BNDES

 

Gente de OpiniãoSábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)