Porto Velho (RO) terça-feira, 14 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

BC reafirma que vai se manter atento à evolução da inflação


Agência O GloboRIO - Na ata da reunião de novembro do Comitê de Política Monetária (Copom), quando a Selic foi reduzida em 0,5 ponto, situando-se em 13,25% ao ano, o BC reafirmou que a política monetária tem contribuído de maneira importante para a consolidação de um ambiente macroeconômico favorável em horizontes mais longos.Segundo a ata, os dados referentes à atividade econômica sugerem uma baixa probabilidade de que existam pressões significativas sobre a inflação. Assim como na reunião de outubro, o Copom afirmou que o principal desafio da política monetária é garantir a consolidação dos "desenvolvimentos favoráveis que se antecipam para o futuro".O BC reafirma que continuará conduzindo suas ações de forma a assegurar que os ganhos obtidos no combate à inflação nos últimos anos sejam permanentes. Para isso, ressaltou que acompanhará atentamente, nos próximos meses, a evolução da inflação e das diferentes medidas de seu núcleo, "discriminando entre reajustes pontuais e reajustes persistentes ou generalizados de preços e adequando prontamente a postura da política monetária às cirscuntâncias".

Mais Sobre Economia - Nacional

Dia dos pais tem 2º ano de crescimento das vendas

Dia dos pais tem 2º ano de crescimento das vendas

A EXPECTATIVA PARA AS VENDAS DE RONDÔNIA SÃO MELHROES QUE A MÉDIA NACIONALA Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo-CNC estima q

Banco Central aprova aquisição da XP Investimentos pelo banco Itaú

Banco Central aprova aquisição da XP Investimentos pelo banco Itaú

O Banco Central (BC) aprovou, com restrições e limitações, a aquisição de 49,9% da XP Investimentos pelo Itaú Unibanco. O acordo viabiliza o investime

Efeito cascata: Aumento do STF vai custar R$ 137 mi em Minas

Efeito cascata: Aumento do STF vai custar R$ 137 mi em Minas

Caso o Congresso acate, o reajuste dos ministros do STF vai aumentar a despesa em R$ 10,55 milhões por mês, ou R$ 137,15 milhões, aí somado o décimo-t

Combustíveis e energia pesam na inflação

Combustíveis e energia pesam na inflação

Em 12 meses, a gasolina subiu 28,4%, respondendo por mais de 40% da alta dos preços administrados, aqueles estabelecidos por contrato ou por órgão púb