Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Banco Central ajusta regras de depósitos compulsórios


Kelly Oliveira
Agência Brasil

Brasília - O Banco Central (BC) aprovou ajustes em medida para estimular a compra de carteiras de crédito de bancos pequenos por instituições maiores. As mudanças se referem a regras, anunciadas em dezembro, nos depósitos compulsórios (recursos que os bancos são obrigados a deixar depositados no BC) a prazo.

Em dezembro, o BC havia definido um cronograma para reduzir o percentual desses depósitos, que são remunerados pela taxa básica de juros, a Selic. Atualmente, 100% dos depósitos a prazo são remunerados pela Selic. Com a mudança, os bancos têm que escolher entre manter recursos sem remuneração ou aplicar o dinheiro na compra de carteiras de crédito de instituições financeiras menores. Pela regra anterior, neste mês, o percentual de depósitos remunerados pela Selic seria 73% e, em abril, cairia para 64%.

Agora a nova regra estabelece quatro etapas: 80% serão remunerados pela Selic, a partir de 24 de fevereiro de 2012; 75%, a partir de 20 de abril de 2012; 70%, a partir de 22 de junho de 2012; e 64%, a partir de 24 de agosto de 2012.

O Banco Central também estabeleceu um cronograma de retorno da remuneração: 73% a partir de 21 de fevereiro de 2014; 82% a partir de 25 de abril de 2014; e 100% a partir de 20 de junho de 2014.

De acordo com o BC, desde dezembro, quando a medida foi anunciada, houve melhora do cenário econômico, com redução do risco de que pequenos bancos enfrentem falta de liquidez (recursos disponíveis). Com isso, foi possível aumentar o prazo para que as instituições financeiras se adaptem às medidas.
 

Gente de OpiniãoSábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Sábado, 24 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)