Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia - Nacional

Alta dos juros e do dólar reduz procura por crédito


Marli Moreira
Agência Brasil

Gente de Opinião

São Paulo - O movimento de consumidores por crédito caiu 5,5% em agosto na comparação com julho e 3,3% sobre agosto de 2012. Apesar desse recuo, no acumulado de janeiro a agosto, foi apurada elevação de 4,7%. O resultado faz parte da pesquisa Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito.

Na avaliação técnica da Serasa, “a alta do dólar, dos juros e o menor grau de confiança dos consumidores contribuíram negativamente para a demanda do consumidor por crédito no mês passado”.

As menores demandas ocorreram entre os consumidores de baixa renda. Na faixa de renda até R$ 500 mensais, a queda chegou a 8,2%, na de R$ 500 a R$ 1.000, a 6,4%, na de R$ 1.000 a R$ 2.000, a 4,6%. Entre os que ganham de R$ 2.000 a R$ 5.000, a redução chegou a 3,4%, de R$ 5.000 a R$ 10.000, a 2,2%, e acima deste valor houve diminuição de 1,8%.

Os economistas da Serasa observam que, embora tenha diminuído a busca por crédito entre os mais pobres, ao longo dos oito primeiros meses do ano, foram eles os responsáveis pela maior procura (11,7% a mais do que em igual período de 2012).

A demanda de julho para agosto caiu mais nas regiões Norte (9,5%) e Nordeste (8,9%). No Sul, a procura foi 5,6% menor, no Sudeste ocorreu recuo de 3,7% e no Centro-Oeste, de 3,6%. De janeiro a agosto, porém, houve redução apenas no Centro-Oeste (1,8%). No Norte, a alta chegou a 14,6%, no Nordeste, a 11,9%, no Sul (4,2%) e no Sudeste (2,3%).

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

Programa Social: Novo Bolsa Família cumprirá teto de gastos, diz ministro da Cidadania

O programa social que pretende substituir o Bolsa Família terá o maior valor possível para o benefício dentro do teto de gastos, disse hoje (9) o mi

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

Banco do Brasil lança dois programas de desligamento incentivado

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (11) dois programas de desligamento incentivado. A expectativa é que a adesão chegue a 5 mil fun

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Entre vinhos e lagostas Lewandowski instaura o caos + Não há empregos sem empresas

Não há empregos sem empresasEm 1985, a inflação no Brasil atingiu o valor de 242,23%. Em 1986, com receio da aceleração descontrolada da inflação, o g

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

MEI: Quem terá direito ao vale de R$600 e como pedir? + COVID19 no Brasil: cuidados

COVID19 no Brasil: cuidadosNa tentativa de conter a disseminação do novo Coronavírus (COVID19), diversos países do mundo reforçaram suas medidas de is

Gente de Opinião Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)