Porto Velho (RO) sábado, 18 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

ZEKATRACA: História do Arraial Flor do Maracujá



FLOR DO MARACUJÁ 

Começa hoje o maior
Arraial folclórico de RO

Todos os grupos confirmaram participação na festa que começa hoje em Porto Velho

Com a dança da quadrilha da Terceira Idade do SESC, será aberto as 20h00 de hoje (25), em Porto Velho, o principal evento folclórico do estado de Rondônia o Arraial Flor do Maracujá onde vai acontecer até o dia 4 de julho, a XXIX Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbas.

O Flor do Maracujá deste ano está montando em novo local, o espaço pertence a uma concessionário de veículos localizado entre as ruas Tiradentes, Imigrantes (antiga Costa e Silva), Cipriano Gurgel e rua Uruguai.

 

História 

Os festivais folclóricos em Porto Velho acontecem há muitos anos, por exemplo, na década de sessenta o evento acontecia na avenida Sete de Setembro entre a rua General Osório e a Campos Sales promovido pelo empresário da comunicação Fuad Nagib proprietário do serviço de alta Falante “A Voz da Cidade”. Fuad contava com o apoio do radialista Humberto Amorim entre outros. Esse festival folclórico reuniu apenas grupos de Bois Bumbas, entre eles o Corre Campo (que existe até hoje), Flor do Campo, Boi Garantido, Boi Fortaleza, Brilhamante e outros menos votados. Um dos últimos festivais folclóricos promovidos pela “A Voz da Cidade” aconteceu no estádio Aluizio Ferreira. Em virtude das famosas brigas, a brincadeira foi “proibida” em Porto Velho. Durante a década de 1970 o único grupo que permaneceu brincando e assim mesmo, sem sair do seu curral de cancã, foi o Malhadinho que era dirigido pelo Amo Lourenço e se apresentava no curral montado na rua Joaquim Nabuco com a Princesa Isabel no bairro Tucumanzal.

Surge a Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbas– Em 1982 com a transformação do Território Federal de Rondônia em Estado, o governador Jorge Teixeira cria a Secretaria de Cultura – Secet e nomeou o ex padre Vitor Hugo como secretário que convida a participar da equipe do Departamento de Cultura José Monteiro, Gutemberg, Flávio Carneiro, Izaias, professora Yedda Bozarcov e João Zoghbi entre outros funcionários estaduais e federais.

Essa equipe tem a idéia de resgatar a brincadeira de Boi Bumbá e Quadrilha e então cria a “Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbas” cuja primeira edição aconteceu na quadra do colégio Rio Branco em junho do 1982.

O Arraial Flor do Maracujá– Em 1983, já com a professora Nazaré Silva fazendo parte da equipe, surge o Arraial Flor do Maracujá que é montado ao lado do Ginásio Claudio Coutinho, ou seja, no espaço onde hoje funciona o Complexo Esportivo Deroche Pequeno Franco. Vale salientar que o Arraial Flor do Maracujá surgiu como evento produzido pela Associação dos Funcionários da Secet cuja presidente era a professora Nazaré Silva. “Naquele tempo a maioria das barracas pertenciam a entidades filantrópicas e igrejas”. A principal atração do Araial Flor do Maracujá passou a ser a “Mostra de Quadrilha e Bois Bumbas”.

Em 1990 o evento passou a acontecer justamente onde hoje está funcionando o Sesc, depois passou para onde está sendo construído o teatro estadual e finalmente para o quadrilátero das ruas Farquar, Presidente Dutra, Calama e José Camacho, local onde aconteceu até o ano passado. Vale salientar que nos anos de 2004 e 2005 a festa foi montada no Parque da Expovel.

Hoje dia 25 de junho de 2010, o Arraial Flor do Maracujá com a 29º Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbas, será aberto ao público, em novo local, com uma super estrutura montada num espaço de 320 mil metros quadrados, toda murada e com um estacionamento com capacidade para dois mil carros.

Os grupos folclóricos que vão se apresentar durante os dez dias da festa, contam com o apoio do governo estadual através da Secel que mesmo sem poder firmar convênio para promoção de espetáculos, sejam eles culturais, ou não, em virtude da Lei Eleitoral, não mediu esforços para conseguir viabilizar apoio financeiro, que estarão sendo repassados ao grupos folclóricos através da Federon. A primeira dama Marli Cahulla titular da pasta de Assuntos Estratégicos foi à principal articuladora da captação de recursos junto ao empresariado local. “O atual governo tinha que dar uma resposta ao grupos folclóricos e essa resposta, veio com a arrecadação de importância significativa que será repassada à Federon”, disse Marli.

 

Grupos confirmam participação

Até a noite da última quarta feira 23, ainda existia dúvida sobre a participação dos grupos folclóricos no Arraial Flor do Maracujá. Acontece que os dirigentes dos grupos folclóricos, em reunião de Assembléia Geral que aconteceu no Teatro Banzeiros sob a coordenação da Federon na noite de quinta feira dia 17, decidiram que só se apresentariam no Arraial, se o governo estadual garantisse o repasse financeiro solicitado pela Federon via Secel até terça feira dia 22. Foi então que a primeira dama dona Marli Cahulla resolveu assumir a coordenação de captação de recursos e de imediato conseguiu apoio do várias entidades empresarias que atuam em Rondônia. Diante da resistência de alguns dirigentes de grupos folclóricos que diziam que só se apresentariam no Flor do Maracujá caso o governo repasse pelo menos o dinheiro que foi repassado ano passado, a primeira dama em parceria com o secretário da Secel Jucélis Freitas convocou uma reunião que aconteceu na noite da última quarta feira 23. Nessa reunião foi anunciado e garantido que a equipe de captação já tinha como fazer o repasse de R$ 240 Mil. Diante dessa garantia, todos os dirigentes concordaram e levar seus grupos para se apresentarem a partir de hoje na 29ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás que vai acontecer no Arraial Flor do Maracujá entre os dias 25 de junho e 4 de julho.

 Fonte: Sílvio Santos
 Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV
 Energia & Meio Ambiente   /  Siga o Gentedeopinião noTwitter  /   YouTube 
 Turismo   /  Imagens da História

 

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio