Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Trem Vivo será lançado na quarta-feira


O livro une a ficção e a realidade para contar estórias de gente que trabalhou na Estrada de Ferro Madeira Mamoré, a ferrovia centenária da Amazônia. A iniciativa foi de Viriato Moura que teve a adesão dos dois escritores convidados. Para compor o livro os autores tiveram que por a mão na massa, porque até então, eles não tinham trabalhado com a ideia da Estrada de Ferro como pano de fundo. “Acho que não há muita coisa escrita puxando o imaginário da Madeira-Mamoré”, observou Samuel.Trem Vivo será lançado na quarta-feira - Gente de Opinião

Samuel Castiel, que está na sua segunda publicação, disse que não perdeu tempo ao receber o convite do amigo. “Gosto de ler e escrever, está no meu sangue”, ressaltou o autor, que além de médico e empresário também é músico. E aproveitou a oportunidade para mergulhar em uma linha literária muito em voga, a dos micros contos. “São estórias simples. Sem delongas e com um final sagaz, isso me animou muito”. Na brincadeira ele entrou na edição com oito peças. E, segundo ele, foi uma experiência muito proveitosa.

Para Castiel, o universo de convivência dos autores soou muito positiva na forma de escrever os contos e crônicas.    “A gente percebe isso quando lê, pois todos têm um desenvolvimento parecido.”.

Para a historiadora Yêdda Borzacov, experiente na arte de escrever, o livro tem condições de ser adotado para leitura nas escolas  de ensino fundamental a partir da quarta-série, tal a forma como está escrito e pelas estórias que descreve. “Eu mesma baseei alguns contos em fatos reais dos quais tive conhecimento e em outros misturei  um pouco da realidade à ficção.  Entre os contos da professora Yêdda  está o que resgata  o personagem Antônio Luiz Figueiredo, apelidado de Fifi Lorotoff, em razão das peripécias imaginárias por ele contadas com veemência, mentiras contadas como verdades.

São 35 textos, nos quais o leitor vai poder se deleitar, com temas de uma ferrovia real  e estórias imaginárias.  Após o lançamento o livro será vendido nas livrarias de Porto Velho (Exclusiva, Loja do Livro, nos sebos da Av. Carlos Gomes e na banca de revista próxima ao colégio Barão do Solimões  Mais tarde serão definidos novos pontos de venda.  O  preço do livro é de R$ 35,00.

Fonte: Alice Thomaz / Decom

 

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio