Porto Velho (RO) quarta-feira, 12 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

São Lucas apresenta pesquisas odontológicas em simpósio nacional


Pesquisas na área odontológica elaboradas pela professora Roberta Castro, da disciplina Saúde Coletiva Odontológica, e pela acadêmica Diana Carla Cunha, do 6º período de Odontologia da Faculdade São Lucas, de Porto Velho (RO), foram aprovadas no Fórum Científico e vão ser apresentadas na 23ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica (SBPqO), que será realizada de 4 a 6 de setembro em Atibaia, interior de São Paulo.

O trabalho da professora Roberta Castro, realizado em parceria com os professores doutores Luís Marcelo Aranha Camargo e José Roberto de Magalhães Bastos, da Universidade de São Paulo (USP), relatando "Impactos de ações preventivas sobre a saúde bucal de escolares de 1ª a 4ª série em município da região amazônica", concentrou levantamento de dados na escola estadual Mato Grosso, em Monte Negro, município do interior de Rondônia.

Segundo Roberta Castro, os dados foram obtidos em atendimento a 241 crianças da escola. Os exames clínicos constataram que 83% das crianças apresentaram algum tipo de problema odontológico. A partir do levantamento, conforme salientou a professora, foi elaborado um programa preventivo supervisionado que resultou na redução de 66% no índice de placas bacterianas. A proposta foi mostrar que é possível trabalhar esse tipo de atendimento, mesmo sem a presença de um profissional cirurgião dentista. A pesquisa foi baseada numa dissertação de mestrado.

Já a acadêmica Diana Carla Soares Cunha baseou seu trabalho em aspectos epidemiológicos de candidose oral na população de Rondônia. Os dados foram obtidos durante atendimento às comunidades ribeirinhas dos rios Machado e Preto. "O trabalho começou em julho de 2005, a partir de levantamentos de problemas na área de saúde bucal em ambientes não clínicos", disse Diana Cunha. Segundo ela, o trabalho envolveu, além dos rios Machado e Preto, atendimento a ribeirinhos do Vale do Guaporé e do Baixo Madeira, independente da faixa etária. "A grande maioria das pessoas atendidas não sabia que tinham problemas odontológicos ligados à candidose. Na verdade, não se consegue perceber, mas é fundamental que haja a prevenção, principalmente em pessoas que usam próteses", salientou a acadêmica pesquisadora. Diana Cunha foi orientada pelos professores Luís Marcelo Aranha Camargo, da USP, e Roberta Castro, da São Lucas.

Fonte: Chagas Pereira -Registro Profissional 165 DRT/RO

Mais Sobre Cultura

Waldemar Neto se reúne com representantes dos artesãos e debate melhorias para a classe

Waldemar Neto se reúne com representantes dos artesãos e debate melhorias para a classe

No último Gabinete Virtual, Waldemar Neto pôde conhecer um pouco mais da realidade dos artesãos do Estado de Rondônia, em especial de Porto Velho.Na

Funcultural vai aplicar recursos da Lei Aldir Blanc de apoio à cultura em Porto Velho

Funcultural vai aplicar recursos da Lei Aldir Blanc de apoio à cultura em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Fundação Cultural de Porto Velho (Funcultural), esclarece sobre o andamento procedimental para empregar os r

Feijoada com Samba e Café Nordestino neste final de semana no Mercado Cultural

Feijoada com Samba e Café Nordestino neste final de semana no Mercado Cultural

Após uma temporada fechado devido à pandemia, um dos pontos histórico, cultural e turístico da capital rondoniense, o Mercado Cultural, retorna aman

Grupo de teatro oferece cursos online para artistas e demais moradores de Porto Velho

Grupo de teatro oferece cursos online para artistas e demais moradores de Porto Velho

Artistas e demais moradores de Porto Velho já podem se inscrever nos cursos de teatro online do grupo NEELIC. A cartela de cursos inclui opções para d