Porto Velho (RO) sexta-feira, 24 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

'RUAS QUE ANDEI' SERÁ LANÇADO NESTE SÁBADO


 
No próximo sábado, dia 14 de junho, a partir das 19h30, será lançado na livraria Mundo do Livro, em Vilhena, o livro "Ruas que andei", de autoria de Júlio Olivar (editora Graphite, 100 páginas). Trata-se de uma reportagem biográfica narrando a história de Anísio Pereira Ruas, um menino de engenho que depois de perambular com o pai por fazendas numa região inóspita, acabou internado num colégio militar, na divisa de Minas Gerais com a Bahia. 'RUAS QUE ANDEI' SERÁ LANÇADO NESTE SÁBADO - Gente de Opinião

Fugindo de capangas de fazendeiros que se utilizavam de mão-de-obra escrava, Anísio viveu uma infância cheia de aventuras, em pleno Brasil dos anos 70. O país vivia um faroeste caboclo, com mocinhos e bandidos bem definidos; era a Ditadura Militar. A filosofia dominante se refletia no colégio do menino pobre, muitas vezes torturado, literalmente, sob a tutela de um estado opressor.

Mas nem tudo foram espinhos. O livro fala do lado lúdico, das brincadeiras "antigas", de um tempo em que não havia TV e no rádio pipocavam os sucessos da Jovem Guarda que influenciaram no gosto do garoto que virou cantor e tocador de violão.

"Ruas que andei" traz, ainda, informações sobre a sociologia e a história do Norte de Minas, uma região muito rica culturalmente. Fala de folclore, de coronéis mandonistas, de cangaceiros e de gente simples que ainda hoje vive da cata de pequi e umbu.  O texto faz um passeio pelas terras do rio São Francisco, localizado tão perto do semi-árido brasileiro. Fala, enfim, de muitas contradições e  mistérios: causos, lendas e crendices populares. Um reino povoado por benzedeiras e adivinhos; por figuras épicas e rudes... que o menino Anísio foi deixando pelo caminho até chegar à cidade de Vilhena, no anos 80. Ele tornou-se professor e político. Hoje aos 42 anos, é gerente regional do Procon (órgão de defesa do consumidor), na chamada região do Cone Sul.

A pesquisa de campo que culminou no livro foi realizada por Júlio Olivar em 2004. A obra teve a revisão de Ana Winter. Tanto ela quanto Olivar são membros da Academia Vilhenense de Letras.  A previsão é de que o livro seja publicado dentro de três semanas. "Este é um sonho que acalento há muitos anos", conta Anísio, entusiasmado.

- Data: 14 de junho de 2008 (sábado)
- Horário: 19:30h
- Local: Livraria Mundo do Livro - Vilhena - RO

Fonte: Júlio Olivar

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio