Porto Velho (RO) sexta-feira, 24 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Governo quer melhorar a educação no campo



O governador Confúcio Moura criou um grupo de trabalho formado por técnicos das secretarias de Agricultura, Educação, Meio-ambiente, Emater e da Universidade Federal de Rondônia (Unir), para articular e propor um novo projeto pedagógico que trate de mudanças na grade curricular e metodologia da educação no campo.

A ideia é tomar como referência as metodologias trabalhadas pelas “Escolas Famílias Agrícolas” adotando a “Pedagogia da Alternância”, onde o jovem rural cumpre um período interno e retorna para colocar em prática os conteúdos estudados na escola. Sem quebrar a matriz da grade curricular, durante quatro anos, a cada 15 dias quando um grupo de 115 alunos vai para casa aplicar na prática o que aprendeu na escola, outro retorna.

Na sexta-feira (25), o grupo técnico coordenado pelo secretário adjunto da Agricultura, Antônio Deusemínio de Almeida, reuniu-se na Escola Família Agrícola de Ji-Paraná para dialogar com alunos e professores, bem como conhecer os métodos de ensino implantados ali, que apresentam excelentes resultados. Os técnicos constataram que desta maneira o aluno continua sendo a união, entre a escola e Agricultura Familiar.

De acordo com Antônio Deuseminio de Almeida, esse projeto é importante por que o jovem passa a ter uma formação integral, oportunizando a sua continuação na agricultura. A proposta do governo do Estado é apoiar as “Escolas das Famílias Agrícolas” que atualmente são seis unidades funcionando. Em curto e médio prazo deverá implantar uma unidade em cada município, iniciando por Guajará-Mirim. Assim, a ideia é melhorar a qualidade da educação no campo com um projeto pedagógico adequado a realidade rural.

Pedagogia da Alternância

Este método de ensino existe na França desde a década de 30 do século passado que pelos seus bons resultados espalhou-se pelo mundo todo. Ele surgiu por iniciativa de um grupo de agricultores com origens em várias experiências de organizações sociais da época. As pessoas se organizam em uma associação, reunindo pais e mães, desejosos em oferecer aos seus filhos e filhas uma formação diferenciada, tendo por principio a gestão compartilhada pelas famílias interessadas pela “Metodologia da Alternância.”

Desenvolve e fundamenta a ação pedagógica por meio da associação das famílias que buscam na pedagogia da alternância a formação integral e personalizada do aluno, assim como o desenvolvimento ambiental sustentável. O principio desta pedagogia consiste na combinação dos períodos que o jovem passa na vida em família, ou estágio em propriedades rurais e o tempo em que passa nas EFAs.

O conhecimento é construído na interação das pessoas entre si (professores e alunos) e das pessoas com o meio onde estão inseridas. O objetivo do projeto é a valorização das potencialidades das pessoas que vivem no campo através de atividades e ferramentas postas em ação de um conjunto de atores e parceiros mobilizados e articulados que integram na formação dos diversos campos.

Falta de uma politica de educação séria para esse público e meio, com a oferta de uma formação contextualizada que contemple seus interesses, os jovens ao longo dos tempos vêm abandonando o campo, sonhando com novas oportunidades, em cidades grandes, que na maioria das vezes não dão certo.

O ensino urbanístico existente no meio rural desvincula a pessoa e desestimula no seu propósito de buscar por meio da educação, a sua libertação e a contribuição para o desenvolvimento e transformação do local onde vive. Portanto, a proposta do governador Confúcio Moura de levar o ensino de alternância aos meios rurais, tem como meta em Rondônia, fixar os jovens no campo contribuindo para a melhoria de renda e qualidade na Agricultura Familiar.

Fonte: Decom
 

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio