Porto Velho (RO) segunda-feira, 27 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Festejo Cultural de Nazaré 50 anos



Em 22 e 23 de Julho de 2016 o Instituto Cultural e Sócio Ambiental “Minhas Raízes”, realizará em parceira com a comunidade do Distrito de Nazaré e região do “Baixo Madeira”, o Festejo Cultural de Nazaré, momento em que será celebrado o cinquentenário das atividades culturais locais.

Signatários da herança cultural, legada pelo Professor Manoel Nunes Maciel, os membros do Instituto preservam e revigoram as tradições culturais a partir do Festejo Cultural de Nazaré, que reúne as manifestações folclóricas da “Quadrilha Tradicional”, Boi Bumbá Curumim, Dança do Seringandô e Velha Guarda, das apresentações do Grupo Musical Minhas Raízes, “Os Filhos de Nazaré” e Paragem Cultural ocorrida ao final do ano.

Com o intuito de manter vivas as tradições culturais desta localidade, o Instituto Minhas Raízes se uniu a parceiros estratégicos para garantir a realização do Festejo Cultural. Este evento agrega as maiores e mais fortes manifestações culturais e tradição dos povos Ribeirinhos da Amazônia.

APRESENTAÇÃO

O Festejo Cultural de Nazaré é um evento de Artes Integradas realizado no distrito de Nazaré que em 2016 completa 50 anos de atividades culturais ininterruptas. Hoje o projeto consiste em realizar um grande “Arraial” que acontece nos dias 22 e 23 de Julho, e apresenta dentro de suas particularidades, o Boi-Bumbá Curumim, a Quadrilha de Nazaré, Apresentação dos grupos de Dança do Seringandô e Carimbó, Show Musical com o grupo Minhas Raízes, Show Musical com o Grupo da Velha Guarda, comidas típicas, passeios turísticos e belezas naturais.

Tecnicamente o projeto prevê dois dias de apresentações no espaço “Vila Cultural” e contará criterioso set de programação. Prevê a montagem de aparelhagem profissional de som e luz e equipamentos de segurança.

Boi-bumbá Curumim: 50 brincantes

Quadrilha de Nazaré: 50 brincantes

Marujada: 15 músicos

Minhas Raízes: 15 músicos

Velha Guarda: 5 componentes

Grupo de dança: 15 dançarinos

Grupo de Dança de Calama

Quadrilha do Distrito de São Carlos

Evento de pequeno porte com estimativa de publico de cerca de 1000 pessoas, manifestação cultural popular de danças e grupos folclóricos. Apresentações musicais dentro do folguedo junino, Teatro espontâneo e produção artesanal de alegorias, indumentárias e reaproveitamento de material da natureza. Utilização de Bio-Instrumentos e autoafirmação das tradições culturais dos povos tradicionais da Amazônia. Exposições espontâneas de fotografias e composição de artes plásticas na ambientalização dos espaços.
 

CURRÍCULO DOS PROFISSIONAIS ENVOLVIDOS NO PROJETO

Timaia Nunes: Professor, Músico, produtor cultural, guardião da cultura e tradições de Nazaré, defensor da cultura ribeirinha, fundador do I.M.R.

Teimar Santos Martins: Técnico em Marketing, Produtor e Músico, Presidente do Instituto;

Túlio Nunes: Comunicólogo, Músico instrumentista e produtor.

Francisco Leilson Chicão: Jornalista, produtor cultural, artesão, mobilizador social e ex-secretário de cultura do Estado.

Tino Alves: Ator/Músico, produtor cultural, mobilizador social, artesão cidadão honorário de Nazaré.

I.M.R: Organização da Sociedade Civil sem fins lucrativos, criada para dar o suporte de produção, assessoramento técnico para atividades culturais e socioambientais na região do “Baixo Madeira”.
 

PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA

22/07/16 Shows musicais e apresentações folclóricas, exibição de filmes/Docs

23/07/16 Apresentações folclóricas

HISTÓRICO

Até o ano de 2013 o Festejo Folclórico era realizado por conta das festividades do dia de São Pedro, padroeiro dos pescadores. Nazaré tem três grandes atividades religiosas, a contar Festa de Nossa Senhora de Nazaré, Festejo de São Pedro e Festa de São Sebastião. No transcurso histórico, as apresentações culturais eram feitas após as atividades religiosas do dia de São Pedro. A comunidade achou por bem não associar as festa religiosa ao Festejo Cultural, dada a dimensão da festa e para garantir espaço de programação e assumir identidade própria. Desta forma a celebração religiosa fica com espaço próprio e garante a participação do publico especifico. Nas suas ultimas três edições o Festejo cultural avolumou-se e ganhou sua dimensão simbólica no imaginário e nas vivencias da comunidade. Desde então se fez necessário pensar sua estrutura para fortalecer a tradição cultural.

O Evento é aberto a todos os públicos com acesso livre e gratuito, sendo que a maior frequência é das comunidades ribeirinhas próximas, e dos moradores do distrito e convidados, estima-se que o Festejo Cultural tenha reunido em média, cerca de 500 pessoas em cada edição. Nossa meta é ampliar esse publico entendendo as particularidades que cercam as condições de acomodação no Distrito.

O Instituto Minhas Raízes é o responsável pela produção, difusão, comercialização e apresentações do grupo musical Minhas Raízes e da produção artística do Boi-Bumbá Curumim e demais atividades:

Shows do grupo Minhas Raízes

Lançamento do CD do Boi Curumim no Palácio das Artes

Produção e organização das atividades culturais em Nazaré desde o ano

Comercialização dos produtos artesanais do Grupo Minhas Raízes e dos artesãos do Distrito.


DIMENÇÕES DO FESTEJO

Culturais: Empoderamento da Comunidade e do I.M.R. Difusão da cultura, tradição e folclore de Nazaré. Geração de renda para os apoiadores locais a partir das atividades artesanais. Proporciona acumulo de conhecimento e saberes tradicionais propagados nas composições e desenvolvimento das atividades locais. Desenvolvimento cultural propriamente dito, pois oportuniza conhecimento em Dança, Teatro, Música, artesanato e tradições da cultura ribeirinha.

Sociais: Congraçamento entre os participantes. Envolvimento direto nas atividades de geração de renda. Estruturação da comunidade para receber visitantes. Envolvimentos dos setores públicos presentes ou não na sede do Distrito. Participação ativa de outras comunidades ribeirinhas.

Econômicos: Geração de Renda através da comercialização de artesanato, comidas típicas e hospedagem solidaria. Aquecimento do comercio local. Valorização da cultura regional através da oferta de serviços culturais.


CRONOGRAMA

Fev/Mar/Abr/Mai/Jun/Jul Articulação, pré-produção, Lançamento Oficial, Oficinas e Capacitação, Captação de Recursos Financeiros, Reunião com parceiros, ensaios e estruturação dos espaços de apresentação.

Julho: Realização do evento Festejo Cultural de Nazaré 50 Anos
 

PATROCINADORES E APOIADORES

Nome do Patrocinador/Apoiadores: Funcultural, SEMA, Administração do Distrito de Nazaré,  Estúdio Onda Amazônica, Tropeiro Mania, Espaço Cujuba, Câmara de Vereadores de Porto Velho, Ernande Segismundo Advogado e Luciana Oliveira do Blog da Luciana


FORMAÇÕES COMPLEMENTARES

O Instituto Minhas Raízes é uma Ong de caráter cultural e socioambiental sediada no Distrito de Nazaré, criada para preservar e difundir a cultura ribeirinha, as tradições folclóricas da Amazônia e Meio Ambiente.

IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO

Título: Festejo Cultural de Nazaré 50 anos

Área: Produção artística e cultural

Segmento: Artes Integradas, Danças, Cultura popular, Música e artesanato.

Cidade de Realização do Projeto:

 PORTO VELHO – RO/DISTRITO DE NAZARÉ - RO

Data de Realização: 22 e 23 de Julho

E-mail: chicocomunica@mail.com e institutominhasraizes@gmail.com

Fone: 69: 4141-2424

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio