Porto Velho (RO) quarta-feira, 29 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Espetáculo de dança D´Água e Lama inicia temporada no Sesc


Nesta segunda-feira, 15, estreiou D´Água e Lama, espetáculo de dança contemporâneo contemplado pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2013 e que tem como tema a vivência ribeirinha em seus costumes. A concepção do espetáculo surgiu a partir da pesquisa fotográfica de Michele Saraiva. O material foi desconstruído e transformado em dança numa transformação que surpreende. Para o diretor Fabiano Barros é um resgate da relação do ribeirinho com suas raízes. "A coreógrafa Gilca Lobo faz um trabalho em cima da pesquisa imagética da Michele e junto com as interpretes Ana Paula Venâncio e Cecí traz ao público essa relação que essa pessoa ribeirinha tem com o rio e automaticamente com a água e a lama do rio, mostrando o que esses elementos influenciam dentro do corpo”, explica Fabiano.Espetáculo de dança D´Água e Lama inicia temporada no Sesc - Gente de Opinião

A coreógrafa do espetáculo, Gilca Lobo diz que foi uma oportunidade de intensificar seu trabalho em elementos que ela já utiliza em sua pesquisa, incutindo nas bailarinas a percepção corporal de si e do outro e do espaço no qual elas trabalham. Gilca aponta a diferenciação desse trabalho que é um mergulho em outra dimensão, num tempo próprio, único, mais lento. “O tempo ribeirinho que é uma coisa tão bonita, que não é um tempo, que é câmera lenta, que a gente apelidou até que é um minuto de relógio grande, ele é mais ampliado então os movimentos eles têm um tempo próprio de ser e a relação com a argila que traz um ritual muito próprio também, só quem está manipulando que sente essa magia”. O trabalho vem sendo desenvolvido numa construção coletiva há aproximadamente dois meses com ensaios diários de aproximadamente três horas por dia.

Um dos objetivos das bailarinas Cecí  e Ana Paula Venâncio foi deixar de lado os vícios urbanos e imergir no cotidiano ribeirinho através da dança. "O maior desafio pra mim foi construir novamente a identidade ribeirinha, porque pelo cotidiano a gente vem adaptando novas culturas”, diz Cecí. A bailarina Ana Paula Venâncio destaca a importância desse trabalho pela oportunidade de mostrar como o ribeirinho vive. “Os ribeirinhos tem um contato maior com a natureza, que nós da cidade não temos e isso é uma coisa fantástica porque quando a gente começa a imaginar o que seria o movimento do banzeiro, o calor do sol, o vento, a chuva, essa mistura toda e poder trazer isso para dentro do corpo e para o palco é muito bacana e o nosso propósito é transmitir essas sensações para o público através do nosso corpo”.

Cia de Artes Fiasco

A Cia de Artes Fiasco nasceu do encontro de alguns artistas da cidade de Porto Velho. Artistas de vários lugares, iniciantes e iniciados, determinaram um conceito novo de cia. onde a produção estava na luta à favor da popularização e na criação de público ativo para a cena portovelhense.

Iniciou sua pesquisa do cotidiano ribeirinho durante a construção do espetáculo teatral “As nove luas”, ganhador do Prêmio Funarte Myriam Muniz, que aborda a lenda do boto. Da busca de informações para esse projeto surgiram várias outros elementos que resgatam a história desses ribeirinhos e que a Cia pretende dar continuidade a esse trabalho. “A Cia de Artes Fiasco dá sequência a esse pensamento. A gente inicia no Nove Luas, perpassa pelo D´Água e Lama e ano que vem já temos outro espetáculo em vista que é a Ópera do Beradeiro, que vamos falar dessa questão do garimpeiro, de onde eles vêm, como são e relacionar a lenda da Yara”, afirma Fabiano Barros.

Apresentações em comunidades

Além de Porto Velho o espetáculo será apresentado em Candeias do Jamari, Triunfo, Santo Antônio Associação Comunitária e Comunidade São Carlos, oportunizando, principalmente aos ribeirinhos a se verem através da dança, a identificarem seus movimentos na coreografia de D´Àgua e Lama.

Ficha Técnica

Direção Geral: Fabiano Barros

Direção coreográfica: Gilca Lobo

Fotografia: Michele dos Santos Saraiva

Intérpretes: Cecí e Ana Paula Venâncio

Direção Musical: Bira Lourenço e Rinaldo Santos

Produção: Marya Braga

Técnica: Osias Cardoso e Davi Macieira

Serviço

Espetáculo de dança D´água e lama

Data: 15 a 20 de dezembro

Horário: 20h

Classificação: 12 anos

Duração: 30 minutos

Entrada gratuita

Local: Sesc Esplanada

Endereço: Av. Presidente Dutra, 4175 - Olaria

Fonte: Eliane Viana

 

Mais Sobre Cultura

Agenda de shows e gastronomia do Mercado Cultural de Porto Velho

Agenda de shows e gastronomia do Mercado Cultural de Porto Velho

Os cantores Silvinho Santos, Roosevelt Matos, Edmilson Gama, Iná, Jailton dos Teclados, Beto Cezár, Grupo Melodia e o Trio Forrozada, são as atrações

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em