Porto Velho (RO) quarta-feira, 15 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Cultura

Documentário baiano sobre Verger marca a volta do CineOca


O documentário baiano Os Negativos, dirigido por Angel Dièz, abriu nesse domingo, dia 18, a programação do Programa de Fomento à Produção e Teledifusão do Documentário Brasileiro, o DOCTV III, que em Rondônia tem a parceria da Fundação Yaripuna, Secel e CineOca, o cineclube de Porto Velho.
A produção baiana será reprisada nesta quarta-feira, dia 21, às 17 horas no auditório da Biblioteca Francisco Meireles, local onde serão exibidos todos os  documentários da programação até novembro. Ao todo são 35 produções dos 27 estados brasileiros.
O Programa DOCTV é uma realização da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, Fundação Padre Anchieta/ TV Cultura e Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais.
 
Sinopse: Os Negativos
 
Arlete Soares, fotógrafa e editora da obra de Pierre Verger no Brasil, guarda as lembranças de sua vivência com o conhecido antropólogo num quarto escuro, aguardando um momento de luz para desvelá-las. Sua relação com Verger foi intensa: a fotografia como arte e como transmissão. A arte como impostura, o reconhecimento público e finalmente a loucura. Arlete e Verger avançaram juntos, projetando os mesmos desejos, dilatando perigosamente a elasticidade e os limites das relações entre homem e mulher; se amando e se traindo sem passar pelo amor, ao menos da forma como normalmente o concebemos.

Este filme revela, em três atos e numa estrutura dramática que respeita a ordem cronológica dos acontecimentos, as diferentes fases do relacionamento de Arlete Soares e Pierre Verger. O documentário enfatiza desde o encontro dos dois, na década de70, passando pela fundação da Editora Corrupio, a viagem a Paris, até o achado dos mais de 60 000 negativos que Verger julgava perdidos.

Mais Sobre Cultura

VIRIATO MOURA LANÇA LIVROS NA COMEMORAÇÃO DO DIA DO ESCRITOR

VIRIATO MOURA LANÇA LIVROS NA COMEMORAÇÃO DO DIA DO ESCRITOR

A Academia Rondoniense de Letras (ARL) promoveu um encontro de seus membros no dia 27 passado para comemorar o Dia do Escritor, ocorrido em 25 de julh